Vídeo com o deputado Marllos Sampaio dançando na boquinha da garrafa gera polêmica

Após a exibição de um vídeo em que aparece dançando a música “boquinha da garrafa” do grupo baiano É o Tchan,  durante uma comemoração familiar, o deputado federal Marllos Sampaio, do PMDB do Piauí, divulgou uma carta aberta criticando a ação. O deputado é apoiado em Barras pelo ex-prefeito Chico Marques (PMDB).
 
O vídeo foi exibido no programa Agora, da TV Meio Norte, apresentado pelo ex-deputado estadual Silas Freire (PMDB).
 
Clique no linque a seguir e veja o vídeo da TV Meio Norte: http://www.youtube.com/watch?v=cf_GksGEt18
 
Confira abaixo a carta de Marllos na íntegra.
 

 
SATISFAÇÃO AO POVO DO PIAUÍ


Marllos Rossano Ribeiro Gonçalves de Sampaio
Nascimento: 28/12/1974
Naturalidade: Teresina, PI
Profissão: Delegado de Polícia
Gabinete: 906, Anexo 4, Telefone: 3215-5906, Fax: 3215-2906
Escolaridade: Superior
Mandatos (na Câmara dos Deputados):
Deputado Federal, 2011-2015, PI, PMDB. Dt. Posse: 01/02/2011.
Filiações Partidárias:
PMDB, 1994.



Venho aqui, em nome do mandato popular que me foi conferido pelo povo do Piauí, prestar esclarecimentos sobre um episódio, no mínimo, estranho, ocorrido no canal de televisão Meio Norte, no programa Agora, exibido diariamente a partir das 13h.

Este assunto tem sido comentado nos últimos dias, muitas pessoas vieram a mim tirar dúvidas e com histórias totalmente distorcidas do acontecido.

Sendo assim vejo por bem explicar o acontecimento a todos vocês.

Na última sexta-feira, 25 de outubro, na busca incessante por audiência, a todo custo, desrespeitando o direito sagrado a privacidade, o apresentador Silas Freire do programa AGORA, que há dias vem buscando de várias formas, macular minha imagem perante o povo piauiense, com insinuações e inverdades de toda ordem, foi longe demais. Chegou ao cúmulo de se apropriar de uma imagem de um momento de lazer, ao lado de minha esposa, Paula, captada na festa de “chá de panela” que realizamos (que vem a ser uma tradição entre todas as famílias, há anos) para exibir no citado programa. Esses eventos são privativos as famílias e amigos mais próximos, todos sabem. Neles são realizadas brincadeiras das mais variadas, todas despretensiosas, que nos fazem fugir a rotina e, como foi neste caso, extrapolar na alegria e diversão.

No momento em que soube da exibição do vídeo, fiquei surpreso, pois conheço a linha de atuação do programa, sei que é um jornal informativo, que aborda temas relevantes ao cotidiano da sociedade piauiense. Eu mesmo já participei de quadros que tratavam de assuntos sérios e importantes, que buscavam trazer aos telespectadores informações dos mais variados assuntos.

No caso específico, o trecho do vídeo mostrado no citado programa, com ênfase do apresentador (e repetido por várias vezes) objetiva buscar, a todo custo, me ridicularizar perante o Piauí, aventando ser uma atitude indecorosa da minha parte.

Devo explicar aos meus eleitores, amigos e até mesmo aos que não me conhecem que ali, no contexto da festa, minha esposa Paula e eu, tínhamos que “pagar prendas” quando não acertávamos as respostas às perguntas que nos eram feitas. As prendas, como manda a tradição, sempre são atos e gestos que nos colocam em situação incomum ao nosso cotidiano e até mesmo nos constrangem. É aí que reside o sentido do “pagar prenda”. É uma espécie de “punição” por uma resposta errada ou coisa similar.

A exibição do vídeo é uma invasão a privacidade.

Mas isso não é o pior. O pior é tentar imputar a mim um gesto indecoroso. Além disso, a tentativa do apresentador de usar a minha vida particular para tentar denegrir o meu trabalho é no mínimo antiético.

O que mais me deixa impressionado é a forma como o apresentador faz as insinuações, fazendo chacota, incentivando a ridicularizarão da minha postura em um momento privado de minha vida. E logo ele, que já teve suas dentaduras frouxas divulgadas em todo o Brasil, caindo em pleno programa, diante dos telespectadores, ao vivo. Ele se viu ridicularizado em vários programas nacionais. Ele aprovou a atitude dos anônimos que o expuseram?

Sou uma pessoa pública e por isso devo satisfação ao povo. Mas todos tem vida particular. Barack Obama, Presidente dos Estados Unidos, declarou recentemente que, em casa, na intimidade familiar, dança a coreografia da música “Gangnam style”, do cantor, Psy, para se divertir com suas filhas. Que mal há nisso?

Ao tempo em que o apresentador exibia e reexibia o vídeo onde danço com minha esposa, eu estava, com ela, na cidade de Valença trabalhando, participando do I Ciclo de Palestras de Políticas Públicas e Sociais, no qual tive a responsabilidade de proferir uma palestra de políticas públicas para idosos.

Fico a me perguntar que motivos estejam levando o apresentador a desferir, de forma orquestrada, críticas tão vorazes contra mim. A quem interessa, nesse momento, que minha imagem seja arranhada diante dos piauienses? É a proximidade das eleições? São os números das pesquisas que me colocam em posição de destaque em todas as faixas sociais e etárias?

Nada justifica essa agressão. Fui atingido na minha honra.

Sou um homem de bem. Tenho cumprido com louvor o meu mandato de deputado federal. Honrei todos os cargos e postos que ocupei em minha vida. Nunca fui condenado, nunca fui despejado por falta de pagamento de aluguel, nunca tive nenhum bem arrestado pela justiça, nunca fui alvo de busca e apreensão, nunca fui acusado de ser mau pagador ou chantagista. Nunca roubei, matei, ou mandei matar.

O Piauí me conhece. Isso me tranquiliza.

Aproveito o ensejo para dizer que continuo a minha dedicação aos idosos e à juventude. Aloquei recursos na ordem de R$ 1 milhão de reais para construção de Centros de Convivência do Idoso no Piauí. São 370 mil reais para Barro Duro e 670 mil reais para a capital. Dezenas de academias da saúde que estão sendo implantadas nos municípios piauienses são frutos de minhas emendas. Como legislador, apresentei 04 projetos de Lei em defesa dos idosos, como o que tipifica o crime do consignado no Estatuto do Idoso e o que prevê a gratuidade nas passagens aéreas paras as pessoas da terceira idade carentes, ambas aguardam votação em plenário.
Para a Juventude, destinamos emendas para a construção de ginásios poliesportivos em Valença, José de Freitas, Novo Oriente e Madeiro, um estádio de futebol em Esperantina.

Em Teresina, estão em andamento a construção da Praça da Juventude no bairro Francisco Marreiros, com uma emenda minha de 1,5 milhões e a reforma do Ginásio Verdão, que será executada em duas partes: a primeira, que já está licitada, é para a modernização e será executada com minha emenda de 2 milhões de reais e, a segunda parte, estrutural, com recursos do BNDES. A licitação será realizada no próximo dia 31 de outubro.

Por fim, quanto a deliberada campanha de difamação deflagrada contra mim pelo apresentador da TV Meio Norte, quero deixar o julgamento por conta do povo piauiense, que não é bobo, nem desinformado.

Solicitei e aguardo o reparo, na mesma proporção, através da direção da citada emissora (a qual enviei esta carta para toda a diretoria) que, acredito, não compartilha com a postura inconsequente e vil adotada pelo apresentador.

Um grande abraço!

Marllos Sampaio
Deputado Federal pelo Estado do Piauí

 

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.