Veja fotos do lançamento de O rato da roupa de ouro, livro de Dílson Lages

 Veja fotos do lançamento de O rato da roupa de ouro, livro de Dílson Lages
O escritor natural de Barras/PI, Dílson Lages lançou O rato da roupa de ouro, seu livro de estreia na literatura infanto-juvenil., durante o Salão do Livro do Piauí. A narrativa conta a estória de um rato mandão e ambicioso, que teve a chance de mudar a vida dele e de outro bichos, mas escolheu apenas ser mais mandão e mais ambicioso. Por isso, pagou um preço alto. 
Indicado para crianças a partir de 6 anos, o livro prende os leitores, segundo o autor, pela valorização do lúdico e do humor, utilizados para semear virtudes sem o tom moralista. Dílson Lages autografou a obra durante toda a tarde e noite do último dia 5 de Junho, na Praça Pedro II, em Teresina. Na ocasião, o autor apresentou a nova edição de O morro da casa-grande.
Conheça um pouco da biografia do escritor:
Professor, poeta, ficcionista, editor e produtor cultural Dílson Lages Monteiro, autor de 10 obras publicadas.


O PROFESSOR – Licenciado em Letras pela Universidade estadual do Piauí (1994), com especialização em Língua Portuguesa (PUC-SP) e em Revisão de Textos (PUC-MG), em fase de conclusão; exerce o magistério no Ensino Médio desde 1992. Atua como professor de Leitura e produção de textos na rede particular de ensino desde os 16 anos. Em sua trajetória no magistério, foi professor da Escola Dom Bosco (1994), do Instituto Dom Barreto (de 1995 a 2003 e de 2007 a 2011) e do Educandário Santa Maria Goretti (de 1997 a 2002). Exerceu também o magistério superior, atuando na Faculdade de Ensino Superior do Piauí. Criou em 2002, em Teresina, o Laboratório de Redação Prof. Dílson Lages, onde orienta, até os dias atuais, dezenas de jovens que buscam aprimorar a competência linguística.


O ESCRITOR – Dílson Lages é autor das seguintes obras individuais:


a)    Mais Hum (poemas – 1995)


b)    Cabeceiras – a marcha das mudanças (estudo historiográfico – 1995)


c)    Colmeia de concreto (poemas – 1997)


d)    Os olhos do silêncio (poemas – 1999)


e)    A metáfora em textos argumentativos (ensaio – 2001 e 2003) – duas edições


f)    O sabor dos sentidos (poemas – 2001)


g)    Entretextos (artigos e entrevistas – 2007)


h)    Texto argumentativo – teoria e prática (didático – 2007 e 2009) – três edições, adotado em diversas escolas como livro-base para alunos de terceiro ano do Ensino Médio.


i)    Adiante dos olhos suspensos (poemas – 2009)


j)    O morro da casa-grande (romance – 2011 e 2012) – duas edições. Obra adotada como leitura obrigatória em várias escolas, inclusive fora do Piauí.


Possui inéditas as seguintes obras:


Infantis – O rato da roupa de ouro (edição a ser publicada no segundo semestre de 2012); A formiguinha espiã; A ovelha que voava; Bem-te-vi, Bem-te-vi e O gato da pele de gente.


Infanto-juvenil – O menino da alma de pássaro (em fase de reescrituras)


Novela – Capoeira de Espinhos (edição a ser publicada no segundo semestre de 2012).


Didáticos – Roteiro de Redação para o ENEM (edição a sair no segundo semestre de 2012), Como ligar as partes do texto e Como ensinar poesia – da teoria à pratica


Atualmente, realiza pesquisas sobre linguística textual e sobre a história de sua cidade natal, Barras-PI .
O EDITOR – em parceria com o livreiro Leonardo Dias, Dílson Lages editou as seguintes obras:
Gavião Vaqueiro – o bom ladrão da floresta, de Assis Brasil – duas edições

Nemo, o peixinho filósofo, de Assis Brasil


Um poeta chamado grilo, de Assis Brasil


O menino que vendeu sua imagem, de Assis Brasil


Gavião vaqueiro – casamento Kamayurá, de Assis Brasil


Janelas bíblicas para a eternidade, de Dom Ramon Lopez


O morro da casa-grande, de Dílson Lages Monteiro – duas edições


Parangolé, de Adrião Neto


Onde humano, de Luiz Filho de Oliveira


Ecos do meu caminho, de José Lobão


Cambacica, de Halan Silva


Como editor, trabalha atualmente na reedição , para 2012, de A harpa do caçador, de Teodoro Castello Branco, de Os nadinhas, de Assis Brasil, e na edição de Cinturão de fogo, de Toni Rodrigues.


O PRODUTOR CULTURAL – Dílson Lages criou, em 2004, o Portal Entretextos (www.portalentretextos.com.br). Com média de 35.000 acessos mensais, medidos pelo Google Analytcs, hoje, é site de referência nacional na divulgação da literatura brasileira. Colaboram permanentemente com o projeto autores de diversos estados e escritores portugueses. Ministrou ao longo da última década várias oficinas literárias e minicursos sobre poesia e sobre a construção do sentido do texto. Assinou em parceria, no Jornal Diário do Povo, de Teresina, de 2002 a 2003, a coluna literária O sabor das Palavras. É membro da Academia de Letras do Vale do Longá, da Academia da Região de Sete Cidades e da Associação dos Escritores do Amazonas.

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *