Acontece neste sábado, 10 de Agosto de 2019, a partir das 10 horas, na Academia Piauiense de Letras (APL), o lançamento do livro Juiz e Aprendiz, biografia do falecido desembargador Tomaz Gomes Campelo (foto), ex-presidente da Academia de Letras do Vale do Longá, sediada em Barras-PI. O livro, lançado pela Editora da Universidade Federal do Piauí (Edufpi) em parceria com a APL, foi escrito por Marilene Felinto, Sérgio Alli e Viriato Campelo, filho do biografado. Além de Juiz e Aprendiz, o evento marcará o retorno às livrarias de três obras de autoria do magistrado: A Pedra Serviçal, As Cores do Outono e A Terra e o Homem de Pedro II.

Tomaz Gomes Campelo nasceu na localidade Rodrigo, próximo a Pedro II, em 1926. Em 1955, formou-se na antiga Faculdade de Direito do Piauí. Exerceu a advocacia até 1959, quando assumiu a magistratura como suplente de juiz na comarca de Fronteiras. Em 1960, assumiu a titularidade vitalícia da comarca, onde ficou até 1961. No ano seguinte, transferiu-se para a comarca de Alto Longá, onde permaneceu até 1964. Ainda na década de 1960, ascendeu ao cargo de desembargador, do qual se aposentou em 6 de janeiro de 1996.

Durante a longa carreira de magistrado, escritor, romancista e filantropo, Tomaz Gomes Campelo recebeu diversas honrarias, medalhas e distinções. Foi presidente do Rotary Club de Teresina, foi condecorado com a Medalha da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí, Medalha da Ordem do Mérito Militar, Medalha do Mérito Legislativo, Medalha do Mérito Judiciário, entre muitas outras comendas. Ocupou a Cadeira 2 da APL.

Para o professor Viriato Campelo, a obra de seu pai reflete sua profissão, seus afazeres e os locais onde desenvolveu suas atividades de advogado e magistrado. “A produção literária de meu pai versa principalmente sobre os locais onde ele desenvolveu a magistratura, e sobre pessoas com as quais, durante muitos anos, ele trabalhou e conviveu”, avalia.