Foi confirmada também a morte do atleta sergipano Áthila Paixão, de 14 anos, como a quarta vítima do incêndio desta sexta do alojamento do CT do Ninho do Urubu, em Vargem Grande. O ex-treinador do garoto, Arielson Bezerra, que estava com a família no momento em que a direção do Flamengo ligou, afirmou que os pais do jovem, Damião e Diana, viajarão no final da tarde para a capital carioca para reconhecer o corpo.

Áthila começou a treinar no Flamengo no ano passado, ao ser descoberto quando jogava na Copa Zico. Em abril de 2018, ele foi aprovado no Flamengo e, desde então, treinava e estudava no Ninho do Urubu. Segundo Arielson Bezerra, Áthila estava no povoado Brasília, onde residem seus pais, de férias, e retornou ao Rio no domingo.

Os primeiros toques de bola de Áthila foram dados na Escolinha Geração Futuro, de Arielson Menezes. O ex-técnico disse que Áthila era atacante, bom de bola e ia ter muito futuro no Flamengo. “Ele era torcedor do Flamengo e estava realizando um sonho”, disse o arrasado Arielson.

O incêndio no alojamento do Ninho do Urubu causou a morte de 10 pessoas, entre jogadores e funcionários. Os adolescentes tinham idade que variava de 14 a 16 anos. As causas do incêndio ainda estão sendo apuradas, mas se suspeita de um curto circuito em um ar-condicionado do local.

Athila Paixão, jogador da base do Flamengo, é uma das vítimas do incêndio do CT — Foto: Reprodução