Sem um bom elenco o Barras é goleado por time que nunca havia perdido!

 Sem um bom elenco o Barras é goleado por time que nunca havia perdido!
A má administração do Barras desde 2011 vem fazendo com que as estatísticas do antes famoso Bafo caiam por terra. Em 2011 o time perdeu pela primeira vez para o 4 de Julho Esporte Clube, em 2012 ficou fora do Campeonato Piauiense por questões administrativas e financeiras, em 2013 volta ao Estadual mas com um time que não inspira confiança nem do torcedor e nem da imprensa. Hoje (18) mais uma estatística favorável ao Tricolor Barrense cai por terra: perdeu pela primeira vez na história para o Piauí Esporte Clube. 

E na rede social Facebook os torcedores do Barras estão mandado recado para Manim Rego dizendo para que ele troque o Leão como mascote do Barras e coloque um Capote, pois o novo rit agora é “tô fraco… tô fraco… tô fraco…”

Veja abaixo reportagem do globoesporte.com

“O Piauí desencantou. Depois de 187 minutos sem balançar as redes adversárias, o Enxuga Rato precisou da cabeça de um zagueiro para marcar seu primeiro gols e construir a sua primeira vitória no Campeonato Piauiense. Na noite desta segunda-feira (18), no Estádio Lindolfo Monteiro, o Piauí venceu o Barras por 4 a 2 pela quarta rodada do Estadual.
O primeiro gol do Piauí foi marcado por Tiago Campelo. Fabiano, Diego e Girlan ampliaram para o Enxuga Rato. Anderson Baiano e Paulo Roberto descontaram para o Barras.
Com o resultado, Piauí e Barras trocam de posições na tabela.  Com cinco pontos ganhos e um jogo a menos, o Enxuga Rato assume a quinta colocação com metade dos pontos do líder Flamengo-PI. Enquanto isso, o Leão de Marathaoan cai para a sexta posição com quatro pontos.
Na próxima rodada, o Piauí enfrenta o Parnahyba, no Estádio Mão Santa, em busca da sua segunda vitória consecutiva.  Já o Barras vai a Floriano, onde enfrenta o Cori-Sabbá no Estádio Tibério Nunes.  Os dois jogos acontecem no sábado (23).
Zagueiro marca primeiro gol do Piauí
Piauí e Barras pela quarta rodada do Campeonato Piauiense (Foto: Renan Morais/GLOBOESPORTE.COM)Piauí marca o primeiro gol do Campeonato Piauiense 2013 (Foto: Renan Morais/GLOBOESPORTE.COM)
A alteração no esquema de Fernando Tonet tinha um objetivo: fazer gols, algo que nas primeiras rodadas do Estadual estava difícil no Enxuga Rato. Lucas Souza acabou ficando com a vaga de Boiadeiro e Juninho, no meio campo, ganhou a posição de Jeová Júnior. As substituições deram uma modificada no estilo do rubro-anil, que ganhou mais velocidade e toque de bola.
Mas quem teve a primeira oportunidade de perigo foi o Barras. Ela veio com Luis Henrique logo aos dois minutos de jogo. O atacante do Leão de Marathaoan passou pela marcação, arrancou e bateu no canto esquerdo de Neto. A equipe de Danilo Queiroz, aliás, começou apostando nas roubadas de bola, mas o Piauí – com o aguabranquense Darley, Fabiano e Lucas Sousa – dominou a partida.
A pressão funcionou. E, aos 7, saiu o primeiro gol do rubro-anil no Campeonato Piauiense. A quebra do jejum saiu com a cabeçada de Tiago Campelo. Após cruzamento de Juninho, pela esquerda, o zagueiro testou sem chance de reação para o goleiro Danilo.
O gol não desanimou o Barras, que equilibrou a partida. Acionando principalmente pelo lateral Batata, Anderson e Luiz Henrique eram os responsáveis pelas finalizações, organizadas em sua maioria pelo meia Lima. No entanto, a precipitação nas conclusões deixava Neto tranquilo.
O goleiro do Enxuga Rato, contudo, foi protagonista do empate do Barras. Aos 29 minutos, Anderson Baiano acreditou e foi buscar uma bola que parecia morta saindo pela linha de fundo. Neto foi na jogada e tentou abafar. O árbitro Antônio José Lopes interpretou pênalti. Na cobrança, o próprio camisa 9 bateu forte, no canto alto direito de Neto, sem chance de defesa.
Depois do pênalti, a criatividade do Piauí acabou. Pablo, Darley e Binha tentavam. Fabiano caía pelos dois lados do campo, no entanto, marcação montada por Danilo Queiroz dava resistência. Apenas aos 43 minutos, Diego arriscou o chute e Danilo saltou para rebater para escanteio. Na cobrança, Jorginho bateu fechado e goleiro do Barras fez mais uma defesa.
Piauí embala:

Sem alterações, Fernando Tonet e Danilo Queiroz voltaram com as mesmas equipes para o segundo tempo. Pouco mudou. Pela direita, aos 7, Pablo bateu cruzado e a bola passou cruzou a pequena área do Barras. Um minuto depois, Anderson chegou a balançar as redes, mas a arbitragem marcou impedimento.

Aos 14, o ataque do Piauí funcionou e contou com o oportunismo de Fabiano. A bola acabou sobrando para o atacante, que livre entre os zagueiros, chutou para sair comemorando: 2 a 1. Mais presente, o Enxuga Rato pressionou o Barras. Na cobrança de escanteio, aos 20, Diego aproveitou confusão na área do Leão do Marathaoan e tentou, por duas vezes, até encontrar o terceiro gol do Piauí.
Com o terceiro gol, o Enxuga Rato segurou o jogo e, por pouco, não fez o quarto. Boiadeiro, que entrou no lugar de Lucas Souza, perdeu sozinho na pequena área. A fase, realmente, não é boa. O atacante pegou mal na bola e isolou.
O quarto gol fez falta. Aos 37, Paulo Roberto diminuiu para o Barras. O jogador aproveitou o bate rebate e escorou para o gol de Neto. O treinador Fernando Tonet esbravejava, cobrava mais posse de bola.
O Piauí se perdia. E correu risco. Mas, aos 44, Boiadeiro cruzou pela esquerda. Girlan, sozinho, dominou no peito, teve calma na saída de Danilo e fechou o placar no Lindolfo: 4 a 2. É a primeira vitória do Enxuga Rato no Estadual”.

Abaixo veja estatísticas do blog oficial do Barras, barrasfutebolclub.futblog.com.br

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO PIAUIENSE 2013 ATÉ A QUARTA RODADA:
1) – Flamengo do Piauí – 10 pontos
2) – Parnahyba – 7 pontos
3) – River – 7 pontos
4) – Picos – 7 pontos
5) – Piauí – 5 pontos
6) – Barras – 4 pontos
7) – Cori-Sabbá – 1 ponto
8 – 4 de Julho – 1 ponto
RANKING DA CBF:
Piauí: 128ª posição com 48 pontos
Barras: 191ª posição com 15 pontos
FUNDADO EM 15-11-2004, O BARRAS NOS CAMPEONATOS ESTADUAIS:
. Campeão Piauiense de 2008
. Campeão Piauiense da 2ª Divisão em 2005
. Campeão da Copa Piauí em 2007
. Campeão do Torneio Início do Campeonato Piauiense em 2011
MAIS SOBRE O BARRAS EM CAMPEONATOS PIAUIENSE:
2006 – Vice-campeão
2007 – Vice-campeão
2008 – Campeão
2009 – 4º lugar
2010 – Vice-campeão
2011 – 6º lugar
2012 – Não participou 
DESEMPENHO DO BARRAS EM COMPETIÇÕES NACIONAIS:
Série C do Campeonato Brasileiro
2007 – 7º lugar
2008 – 38º lugar
Copa do Brasil
2007 – 39º lugar
2008 – 62º lugar
2009 – 37º lugar
2011 – 44º lugar
Mais sobre o Tricolor Barrense acesse barrasfutebolclub.futblog.com.br


Já River e Flamengo do Piauí lotaram o Estádio Lindolfo Monteiro e proporcionaram ao torcedor um grande espetáculo. Veja abaixo reportagem de Severino Filho, no Site do Buim:


Robson, em grande fase, sobe e faz a defesa, impedindo qualquer reação do River no clássico de hoje.

Diante de 5 mil pessoas que lotaram as dependências do Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, o Flamengo derrotou o River no primeiro clássico Rivengo da temporada, por 2 a 0, e conquistou o troféu Arimatéia Moreira, assumindo a liderança isolada do campeonato e quebrando a invencibilidade do River na competição.

Lindolfo Monteiro recebeu o maior público dos últimos anos.

Excelente público se fez presente ao Lindolfinho, sem falar em centenas de torcedores que estavam do lado de fora, quando a chuva começou, e resolveram voltar para casa. Mas o que poderia ter sido um grande jogo, terminou com nível técnico prejudicado em virtude da chuva que caiu do início ao fim da partida.

Espetacular intervenção do goleiro Robinho, protegido por Marcelão e Romano.

O primeiro lance de perigo pertenceu ao River, que teve uma falta a seu favor, aos 12 minutos. Izael William cobrou, mas Robson fez a defesa. Em apenas três minutos, o Flamengo deu o troco, abrindo a contagem através de Niel. A bola chutada pelo meia rubro-negro entrou no canto direito de Robinho, tocando na trave antes de ganhar as redes.

Marcelão não teve vida fácil com Augusto. Aqui ele cai sentado, enquanto o avante rubro-negro sai com a bola dominada.

O River voltou a ter boa oportunidade em um lançamento para Pantico. O atacante recebeu em boas condições de marcar, mas o goleiro Robson saiu providencialmente e, com o pé, evitou que o lance fosse consumado pelo atacante tricolor. Aliás, não era dia de Pantico. Apagado no jogo, ele continua fora de forma.

O goleiro Robinho fez uma boa atuação. Ei-lo, novamente, em arrojada defesa tentando evitar outro gol rubro-negro.

Enquanto isso, o meio de campo do Flamengo dominava as ações, abastecendo o ataque e levando perigo para a meta de Robinho. No finalzinho do primeiro tempo, quando Izael William fez nova cobrança de falta, o goleiro Robson defendeu parcialmente e Pantico teve o gol à sua frente, na pequena área, mas chutou nas mãos do goleiro rubro-negro. Kamar, por sua vez, também teve sua chance, buscando o gol num chute por cobertura, mas Robson também defendeu.

Curiri entrou no segundo tempo, todavia, entre tantos adversários, era impossível fazer algo de produtivo.

O River voltou para o intervalo sem Pantico. O time melhorou, e logo no início teve outra boa chance, com um chute de izael William passando bem perto da meta de Robson. O Tricolor parecia estar mais perto do 1° gol que o Flamengo do 3°, porém, num contra-ataque fulminante, aos 22 minutos, Rafinha tabelou com Edson Di e chutou na saída de Robinho, num belo gol, selando o placar final do clássico.

Marcelo acompanha Thiago Marabá. O meia tricolor não foi brilhante como das outras vezes.

A vitória deu ao Flamengo a liderança isolada do Campeonato Piauiense, com 10 pontos ganhos, enquanto o River caiu para o 3° lugar, ficando atrás, também, do Parnahyba, pelo critério de gols marcados. Após o jogo, o capitão rubro-negro, Niel, recebeu o Troféu Arimatéia Moreira, e Rafinha, escolhido o melhor em campo, o par de chuteiras Nike.

FICHA TÉCNICA

RIVER 0x2 FLAMENGO DO PIAUÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais – Fase Classificatória – 4ª rodada – Taça Estado do Piauí); Data: 17/02/2013 (domingo à tarde); Local: Estádio Municipal Lindolfo Monteiro (em Teresina); Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Edmilson Timóteo da Silva.

Renda: R$ 55.395,00 com 4.720 pagantes (462 não pagantes).

Público total: 5.182 torcedores.

Gols: Niel 15 do 1° tempo; Rafinha 22 do 2°.

Cartões amarelos: Anderson Kamar, Thiago Marabá, Jó (RIV), Rafael Araújo, Niel, Wildinho e João Victor (FLA), os dois últimos quando estavam no banco de reservas.

River – Robinho; Romano, Marcelão, Jó e Jardel; Chicão, Célio, Thiago Marabá e Isael William (Bruno Carvalho); Ánderson Kamar (Pedro Beda) e Pantico (Curiri). Técnico: Edson Porto.

Flamengo do Piauí – Robson; Jorginho (Laércio), Duda, Rafael Araújo e Rafinha (Wildinho); Marcelo, Bruno Potiguar, Niel e Neílson (Darlan); Augusto e Edson Di. Técnico: Eduardo Pereira e Silva (que recebia instruções do técnico Celso Teixeira, que, suspenso, assistia o jogo na arquibancada).

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *