Robert Rios diz na TV Cidade Verde que promotores de justiça devem continuar no caso Fernanda Lages

 Robert Rios diz na TV Cidade Verde que promotores de justiça devem continuar no caso Fernanda Lages
Teresina (PI) – O secretário estadual de Segurança Pública, Robert Rios, em entrevista ao Jornal do Piauí desta segunda-feira (8), declarou que não acredita que os promotores Ubiraci Rocha e Eliardo Cabral deixem de investigar o caso da morte da estudante Fernanda Lages. A jovem morreu em agosto de 2011 após cair do prédio da Justiça Federal em Teresina. A família acreditava que ela tenha sido morta e investigações das polícias Civil e Federal deram como a causa da morte acidente ou suicídio. 


“Não acredito que eles vão abandonar o caso, principalmente agora com a derrubada da PEC 37, porque eles vão poder investigar. Eles já disseram que tinham um suspeito com pé (tamanho) 44, que vivia na casa dos sonhos, estaria na Bahia, era gente poderosíssima. É hora desses dois baluartes do Ministério Público continuarem e colocarem o acusado na cadeia. O MP tem condições de tocar a investigação para frente. Para provar que as polícias erraram.”, incentivou Rios. 

Assaltos a bancos
Sobre os recentes assalto a bancos com explosivos, o secretário diz que dificilmente as ações criminosas são realizadas pelo mesmo grupo. “São grupos de amadores que não sabem utilizar a quantidade de explosivos adequada e na maioria das vezes derrubam a cidade inteira. O problema é que toda cidade do interior tem um correspondente bancário em prédios inadequados”, pontua. 

Segundo ele, mesmo nas cidades onde o contingente policial é pequeno é possível fazer um trabalho preventivo. “O policial tem que ficar atento e observe o movimento de pessoas estranhas que circulem na cidade porque os criminosos geralmente vão antes. A polícia tem tempo para identificar e prender”, declarou Robert Rios. 
(*) Carlos Lustosa Filho, Cidade Verde

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *