Reinaldo Barros Torres leva time do Garra para jogar contra o Santa Cruz em Recife

 Reinaldo Barros Torres leva time do Garra para jogar contra o Santa Cruz em Recife
A Sociedade Esportiva Garra, de Teresina, que constitui-se num aplaudido e premiado trabalho esportivo e de forte cunho social, de 28 a 31 de Outubro esteve em Recife com suas categorias Sub 15 (atletas de 14 e 15 anos) e Sub 17 (atletas de 16 e 17 anos), disputando jogos contra o Santa Cruz Futebol Clube, uma das maiores agremiações do futebol brasileiro.
A delegação do Garra destinou-se a capital pernambucana com apoio do Tribuna de Barras e da FUNDESPI/Governo do Estado do Piauí.  Tendo como presidente Tercio Sousa e como diretor-geral Marcelo Amorim, os atletas do Garra estiveram em Recife acompanhados dos monitores e treinadores Roberto Silva, Pedro Lima e Chico. Uma equipe de reportagem do Tribuna de Barras acompanhou a delegação.
No primeiro jogo, categoria Sub 15, Santa Cruz e Garra se enfrentaram no Estádio Ademir Cunha,  cidade de Paulista, distante 12 quilômetros  de Recife.  Um bom jogo, que agradou a todos. O placar final apontou 2×0 para o Santa Cruz.
O embate mais esperado era o Sub 17, já que o Santa Cruz vem de expressivas vitórias e conquistas de títulos em torneios recentes disputados nos estados do Piauí e Maranhão. Embora o esforço dos atletas do clube piauiense, mas o Santa Cruz venceu por 4×0.
Falando ao Tribuna de Barras o técnico Roberto Silva disse: “Sabíamos das dificuldades que iríamos enfrentar. O Santa Cruz é uma grande escola de formação de jogadores, tem uma grande estrutura. Nosso Sub 15 veio a Recife bastante desfalcado devido a problemas particulares envolvendo nossos atletas, a derrota por 2×0 terminou sendo interessante, conseguimos mostrar nossos valores, fizemos um bom jogo, venceu quem teve melhores oportunidades. Parabéns ao Santa Cruz”, finalizou o treinador.
Já o treinador Chico, falando ao Tribuna de Barras sobre a atuação do Sub 17 do Garra, disse que: “Viajamos 17 horas, pouco depois da chegada em Recife já entramos em campo com apenas um rápido alongamento. Sabemos da qualidade dos nossos atletas, perdemos por 4×0 mas eles foram valentes dentro de campo, jogaram muito. O Santa Cruz é um time muito forte, muito bem treinado pelo técnico Moura. Apesar da derrota um tanto elástica fiquei satisfeito com o que vi. Somos um clube que viaja por todo o Brasil, sempre conquistamos títulos, vir aqui a Recife jogar contra o Santa Cruz foi uma grande satisfação e também um aprendizado para todos nós, trata-se de um clube com uma grande estrutura, com profissionais de primeira linha, bons atletas. O intercâmbio nessas situações vale muito e isso nós conseguimos, tanto que o Santa Cruz assinalou querer em seu grupo dois dos nossos jogadores Sub 15, os meias Danyel e João Fernando, ambos jogam também nas laterais, como volante e atacantes. Estou feliz com a recepção, com o carinho, com a forma gentil como todos estão nos recebendo aqui”, finalizou o treinador.
Momentos de lazer
Os jogadores tiveram um dia de folga, quando conheceram praias da região metropolitana de Recife, visitaram o Estádio do Arruda (do Santa Cruz), e fizeram um tour pela cidade, sempre acompanhados dos seus responsáveis monitores e toda comissão técnica.


Reinaldo Barros Torres (editor do Tribuna de Barras), Roberto Silva (técnico Sub 17 do Garra), Moura (técnico Sub 17 do Santa Cruz), Pedro Lima (auxiliar-técnico Sub 17 do Garra)





Time Sub 15 do Garra


Time Sub 15 do Santa Cruz
















Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *