Promotor porreta! Em Esperantina está proibido som automotivo até na zona rural

 Promotor porreta! Em Esperantina está proibido som automotivo até na zona rural
Promotor de Justiça Sérgio Reis Coêlho, de Esperantina/PI. 

Esperantina (PI) – Quem tem som potente em seu carro que use fone de ouvido e coloque no mais alto volume! Incomodar os outros é crime.
O representante do Ministério Público de Esperantina, o promotor Sérgio Reis Coelho, determinou em uma audiência ocorrida na manhã desta sexta-feira (22) Fórum da cidade, que o som automotivo terá horário determinado de funcionamento na localidade Fortaleza 3, zona rural de Esperantina, depois de várias reclamações dos populares que se sentiam incomodados com a pertubação sonora.
De acordo com relatos dos populares, algumas pessoas estavam abusando do horário e perturbavam com o altíssimo som, tanto automotivo, quanto de aparelhos de sons residenciais, o que gerou desconforto em populares que levaram o caso para a justiça resolver.
Ficou determinado, pelo promotor público, que se alguém ultrapassasse das 22:00hs com algum tipo de equipamento de som que perturbasse a população, a polícia poderia ser acionada e a possível apreensão do equipamento de som, dependendo da ocorrência.

Lagoa Seca

Os esperantinenses já devem ter notado no trânsito e em lugares públicos que o sistema de áudio deixou de ser um item de conforto para o motorista e se tornou uma grande fonte de poluição sonora. Não é difícil encontrar em locais e momentos mais inusitados, carros estacionados com a tampa traseira aberta e o som no volume máximo. Seja para competir com o amigo qual o som mais potente, ou para curtir, jovens disputam em decibéis e perturbam o sossego de muitas pessoas.
Situações como essas vêm acontecendo constantemente na região do povoado Lagoa Seca principalmente próxima à Praça local e em movimentados bares da região. No entanto, essas pessoas que abusam do som automotivo revoltam a população, que não consegue dormir e é obrigada a passar por esse desconforto.
Mesmo com a proibição dos sons automotivos na maioria das cidades do Território dos Cocais, é o caso de Esperantina, os donos dos “paredões de som” estão migrando para a zona rural e perturbando a ordem publica local.
(*) revistaaz.com.br, portal parceiro do Tribuna de Barras

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.