A cidade de Potengi-CE, na região do Cariri, recebeu o primeiro museu orgânico do Ceará. Ao contrário dos equipamentos tradicionais, esse estilo mostra a cultura local por meio da história dos moradores. O espaço é a casa do mestre Antônio Luiz de Souza, ícone da cultura do sertão cearense.

A ideia é transformar a região do Cariri em uma corredor cultural do Estado e outros 15 equipamentos devem ser criados ao longo dos anos. Segundo a gerente operacional do Sesc de Juazeiro do Norte, Elaine Lavor, o visitante tem a oportunidade de conhecer a tradição por meio da família e o acervo dos moradores locais.

“O museu orgânico oferece uma vivência como principal elemento da casa que é o próprio mestre. Ele é o tesouro vivo da cultura. Os visitantes vão ter acesso a todo o acervo que o mestre construiu com a sua história e tradição que carrega”, afirma Elaine.

Na casa do mestre Antônio, o público pode conhecer a história do reisado de couro dos caretas que faz parte da vida do cearense há 43 anos. Durante essas quatro décadas, o mestre construiu um acervo de fotografias, instrumentos musicais e roupas típicas da cultura. Lá, os turistas têm a oportunidade de conhecer e vivenciar a história do reisado.

“Eu não tenho nem como agradecer o que esse povo está fazendo, visitando a minha casa. A minha casa é a primeira a receber o museu orgânico”, afirma Antônio satisfeito com a iniciativa. O projeto faz parte de uma parceria entre a Fundação Casa Grande e o Serviço Social do Comércio, sendo a primeira iniciativa do tipo no País. Um blog com vídeos, fotos e toda a biografia do grupo também será lançado neste semestre para os interessados que desejam conhecer mais afundo a história do reisado de couro dos caretas.