Piauiense Sub-18: Auto Esporte vence o Esporte Clube Flamengo por 2 a 1

 Piauiense Sub-18: Auto Esporte vence o Esporte Clube Flamengo por 2 a 1
Auto Esporte Clube, time com sede em Teresina/PI.        
Teresina (PI) – Após a elástica vitória do Barras por 8 a 1 em cima do 7 Cidades, tornando o Bafinho lider da fase final do Campeonato Piauiense Sub-18 com 3 pontos, 1 vitória e saldo de 7 gols. A vice-liderança está com o Auto Esporte, que derrotou o Flamengo do Piauí , no jogo de fundo, de virada, por 2 a 1. O time alviverde sofreu o primeiro gol logo no início da partida, quando João Victor cobrou pênalti e converteu, aos 3 minutos. Um segundo pênalti foi assinalado pelo árbitro José Valmir, desta feita em favor do Auto Esporte.

Decorriam 23 minutos quando o meia Leo cobrou e deixou tudo igual no Lindolfo Monteiro. Assim terminou o primeiro tempo. Na fase complementar, o Auto Esporte chegou à vitória com um gol de Josias. Com mesmo número de pontos e vitória que o Barras, o Auto Esporte ocupa a vice-liderança em face de ter menor saldo de gols.

No Auto Esporte joga Gerardo, o único jogador filho da cidade de Barras na competição.

Abaixo, fotos do time do Auto Esporte Clube (Para ver as fotos em tamanho maior clique com seu mouse em cima das mesmas):


Abaixo, fotos do Flamengo do Piauí. (Para ver as fotos em tamanho maior clique com seu mouse em cima das mesmas:





Saiba mais sobre o Auto Esporte Clube:

O “calhambeque” é o mascote do time piauiense com sede em Teresina

Era fundado em 01 de maio de 1951 na cidade de Teresina, por motoristas autônomos da capital piauiense, o Auto Esporte Clube, que adotou o verde e branco como cores oficiais.

Logo no ano seguinte a equipe filiou-se a Federação Piauiense de Futebol e começou a disputar o campeonato estadual. Foi participante deste campeonato de 1952 até 1994, não participando apenas nos anos de 1965, 1977, 1978 e 1993. Passando por dificuldades financeiras, o clube retirou-se do futebol profissional e atualmente encontra-se licenciado, sem perspectivias de voltar ao futebol.
O ano de maior glória do alviverde, foi a conquista do título piauiense de 1983, que deu-lhe a chance de disputar o campeonato brasileiro no ano seguinte. 
Após a conquista do título a equipe preparou-se para as disputas do Campeonato Brasileiro – Taça de Ouro no ano seguinte. Infelizmente a diferença técnica de sua equipe em relação as demais era muito grande e os resultados obtidos foram fracos. 

Saiba mais sobre o Flamengo do Piauí
O Flamengo foi fundado a 8 de dezembro de 1937, pelo senador Raimundo Melo de Arêa Leão, filho do senhor de engenho e vice-presidente da província do Piauí, Raimundo de Arêa Leão. Com apenas dois anos de existência já se tornara campeão piauiense sob o comando da Federação de Futebol do Piauí.
Nos anos de 1940, o rubro-negro cresceu no futebol piauiense, tendo como time base a seguinte formação: Morcego; Jonas e Joca; Pedro Nonato, Ferreira e Raimundo Antônio; Mirco, Zé de Urso, Manula, Cairara e João Pedro.
Em 1942, 1943 e 1944 veio o primeiro tricampeonato. Na década de 1950 houve uma crise administrativa e o Flamengo parou por algumas temporadas, para voltar apenas em 1959, foi o período em que seu arqui-rival, River Atlético Clube conquistou a hegemonia do futebol piauiense.
Em 1963 foi implantado o profissionalismo no futebol piauiense e no ano seguinte Jesus Elias Tajra assumiu a presidência do Flamengo decidido a mudar os rumos do futebol do Estado, dominado até então pelo River.
O novo presidente formou um grande time, à base de jogadores cearenses, dirigidos pelo técnico Vicente Trajano, e ganhou o Campeonato com a vitória de 2 x 0 sobre o River, gols de Salvador e Mano. O time campeão era formado com Chiquinho; Maneca, Jonas, Brito e Ronaib; Mariano e Macalé; Maçarico (Barbosa), Mano, Paulinho e Salvador. No ano seguinte o Flamengo foi bi-campeão piauiense, novamente derrotando o River nas finais por 2 x 1 e 3 x 2 (com o famoso gol de Gringo aos 45 do segundo tempo). Nas finais do campeonato o próprio Presidente Jesus Elias Tajra assumiu a direção técnica da equipe.
Vencidos os dois campeonatos e interrompida a longa jornada de títulos do River, o Flamengo voltou a ser um grande clube no futebol piauiense, inaugurando a fase de rivalidade com o River e abrindo novos caminhos para o futebol do Piauí.
Desde então, o Flamengo nunca mais parou de competir. 

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.