O Tribunal de Contas do Estado do Piauí – TCE-PI,  vai julgar na pauta do dia 14 de Março, próxima quarta-feira, as contas de do ex-prefeito de Barras referentes ao ano de 2014, Edilson Sérvulo de Souza, mais conhecido como Capote.

O documento que foi emitido pelo gabinete do Procurador Plínio Valente recomenda aà corte a reprovação das contas do ex-gestor, tendo em vista que “as irregularidades apontadas são muito graves e suficiente para ensejar a reprovação das contas”, diz o documento.

Também serão julgados as irregularidades das contas da gestão de Luiz Renato de Carvalho Dias e das contas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), na gestão de Luiz Ferreira do Nascimento.

A recomendação de reprovação atinge  as contas do Fundeb também na gestão do professor Cláudio César dos Santos e Silva, então secretário de educação do município, do período no período de 1º de Junho a 31 de dezembro de 2014.

O parecer mostra que houve um descumprimento da aplicação anual exigida de, no mínimo, 25% da receita resultante de impostos na manutenção do desenvolvimento do ensino. Isso quer dizer que não se sabe onde foi parar 25% do dinheiro que veio para ser aplicado na valorização dos professores e da própria Educação. A prefeitura justificou 23,56%, o restante para atingir o teto não se sabe onde foi parar.

Quando se fala em porcentagem, não é possível ter uma ideia exata do valor, mas na ponta da caneta o dinheiro que faltou para cumprir a porcentagem mínima de investimentos é de R$ 347.898,33.

Além destas, foi recomendada a reprovação das contas do Fundo Municipal de Saúde da Prefeitura Municipal de Barras na gestão do odontólogo Antônio Carlos de Souza Melo (foto), no período de 1º de Janeiro a 31 de dezembro de 2014

Ainda serão julgadas as irregularidades das contas do Hospital Regional Leônidas Melo na gestão da senhora Maria Rita Maria Rita Sales.

(*) Com informações do Longah