O Produto Interno Bruto (PIB) de Curral Novo do Piauí (a 466 km de Teresina) teve o maior avanço do país em 2017, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A informação foi dada durante a apresentação do PIB dos Municípios. 

Em 2016, Curral Novo somava R$ 33,58 milhões em riquezas produzidas. No ano seguinte, cresceu 800%, chegando a R$ 302,2 milhões.

Em termos de posição do município no ranking do país, Curral Novo do Piauí ocupava o lugar de número 5.317 e pulou para o número 1.917 de um ano para o outro – um avanço de 3.400 posições.
Segundo o IBGE, esse crescimento se deve à instalação de uma usina de energia eólica no município.

O economista da APPM, Valmir Falcão, acrescenta que o PIB de Curral Novo deve continuar crescendo e se refletindo no resultado do PIB dos próximos anos. “Fizemos um levantamento e a arrecadação de ICMS cresceu 1.170% entre 2018 e 2019. E vamos ter um crescimento também expressivo pelas projeções para 2020. Além desse, outro município, Lagoa do Barro, também vai aparecer em destaque no PIB por causa da energia eólica. É um município que vai aumentar muito na composição do PIB, devido à alta na arrecadação do ICMS.”, disse o economista.

No PIB de 2017, o segundo maior avanço no estado foi em Simões, cujo o crescimento passou de R$ 114,36 milhões para R$ 464 milhões com uma variação de 306%.

Os demais oito municípios entre os dez maiores aumentos do PIB municipal no Piauí, em 2017, são aqueles que se beneficiaram da recuperação da agricultura com a excelente safra de grãos, exceto no município de Ribeira do Piauí que cresceu 152% devido aos investimentos da indústria de energia solar.

Os 10 maiores aumentos do PIB municipal do Piauí entre 2016 e 2017

Curral Novo do Piauí: 799,81% 2)

Simões: 305,63%3)

Baixa Grande do Ribeiro: 212,74%

Sebastião Leão: 181%

Ribeiro Gonçalves: 179,69%

Currais: 162,85%7)

Ribeira do Piauí: 152,17%

Santa Filomena: 136,32%

Bom Jesus: 70,05%

Gilbués: 63,55%