Uma agressão a um torcedor no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, no jogo Altos-PI 1×1 ABC-RN, na noite deste Domingo, 27 de Janeiro de 2019, válido pela Copa do Nordeste, causou desconforto a diretoria do Altos-PI e desencontro de informações na imprensa piauiense.

Em entrevista para a TV Cidade Verde, afiliada ao SBT no Piauí, na manhã desta Segunda-feira, o major Nivaldo, comandante do policiamento no estádio durante a partida, disse que o jovem foi encontrado minutos depois do espancamento. O torcedor relatou ter aproveitado que já estava em Teresina e tentou vingar o irmão, que teria sido alvo da torcida do ABC em Belém-PA num jogo contra o Remo-PA.

O jovem subiu o muro do estádio no setor da geral. Ao ser descoberto pelos torcedores de uma organizada do ABC, foi acuado e espancado com chutes e socos, na laje que cobre os banheiros do setor. Por fim, foi empurrado de volta para fora do Lindolfo Monteiro. 

Nenhum suspeito pelo espancamento foi preso (uma falha da Polícia Militar do Piauí), mas a Polícia Militar faz uso das imagens de TV para identificar os criminosos, que já devem estar em suas casas, em Natal, capital do Rio Grande do Norte.

Major Nivaldo ainda confirmou que piauienses estavam ao lado de integrantes da torcida do ABC e podem ter envolvimento no espancamento do rival paraense. Esses piauiense, segundo informações, seriam torcedores de uma organizada do Flamengo-PI.

Ainda ontem, 27 de Janeiro, de posse de fotografias feitas no Estádio Lindolfo Monteiro, a TV Cidade Verde apurou que pelo menos um dos torcedores flagrados nas imagens é do Piauí. 

ERRO DO POLICIAMENTO

Nos estádios do Piauí a Polícia Militar é usada apenas para proteger a arbitragem. Os policiais são colocados na área do gramado, enquanto que nas arquibancadas os torcedores fumam maconha, brigam, tudo longe dos olhares e das ações dos homens da briosa Polícia Militar do Piauí

(*) Com informações adicionais de Fábio Lima, blog Bastidores, Cidade Verde. Foto: Fábio Lima.

Veja a entrevista concedida no Jornal do Piauí: