O Piauí registrou o primeiro caso da nova variante do novo coronavírus em um dos 23 pacientes vindos de Manaus para tratamento da Covid-19 em Teresina, devido ao colapso na saúde pública do Amazonas. A confirmação foi divulgada na noite desta terça-feira (2) pela Secretaria de Estado da Saúde, Fundação Municipal de Saúde, Superintendência do Ministério da Saúde no Piauí, Hospital Universitário da UFPI e o Laboratório Central do Piauí (Lacen).

De acordo com a Sesapi, o paciente ao chegar em Teresina não transmitia mais a doença, pois se apresentou com uma forma leve da Covid-19 e estava com mais de 15 dias do início dos sintomas.

“Foram mantidos todos os procedimentos médicos de isolamento e proteção das equipes de saúde, bem como foram realizados testes na equipe que o atendeu e não foi registrada nenhuma infecção e nem transmissão a terceiros”, informou.

A Secretaria destacou que a variante do Amazonas, batizada de P.1, está por trás do maior número de casos hoje no estado amazonense. “Ela é uma nova linhagem do vírus. Os pesquisadores suspeitam que essa variante tem uma capacidade replicativa e de transmissão maior”, explicou.

Teresina recebeu nove pacientes de Manaus no dia 15 de janeiro. No dia 25 de janeiro, mais 14 pacientes foram transferidos da capital amazonense para o Piauí. Ao todo, 17 pacientes já se recuperam da doença.

A capital piauiense recebeu os pacientes porque, além do desabastecimento de oxigênio, Manaus registrou, em janeiro, um número recorde de internações pela Covid-19 desde o início da pandemia.