Pesquisa aponta que profissionais da área de saúde são os que mais se separam dos seus cônjuges

 Pesquisa aponta que profissionais da área de saúde são os que mais se separam dos seus cônjuges

Um levantamento realizado pelo site Separados, do Chile, especializado em análise de divórcios, apontou quais as profissões que mais motivam os casais a se separarem.

Para elaborar a lista, foram avaliados 1.150 relacionamentos que não deram certo. Os profissionais de saúde registraram o maior número de fracassos. Em segundo lugar, aparecem 

os comunicadores, jornalistas, diretores e produtores de TV. Os pesquisadores afirmaram que profissionais dessas áreas enfrentam jornada de trabalho longa, e se relacionam com muitas pessoas, o que os tornam mais expostos a tentação de trair.

Confira a lista completa:
1 – Área de saúde: médicos, enfermeiras, paramédicos e outros ofícios similares representam 29% dos relacionamentos que terminaram em divórcio

2 – Áreas ligadas aos meios de comunicação: jornalistas, editores, relações públicas, cinegrafistas/operadores de câmeras, técnicos, assistentes, executivos, diretores e produtores de TV, designers e similares registraram 14%.

3- Área de compra e venda de veículos: 12% das separações aconteceram com os vendedores de automóveis e outros meios de transportes.

4- Área de seguros: Os vendedores de seguros de vida, contra incêndio e automóveis somam 11% dos divorciados.

5- Área de transportes: Já taxistas e motoristas de ônibus representam 8%.

6 – Área de turismo e hotelaria: 7% dos casais divorciados correspondem a um grupo que envolve guias, executivos, vendedores, recepcionistas, encarregados de reservas e eventos, relações públicas e similares. 

Outras profissões correspondem a 19% dos divórcios. 

(*) Com informações de O Globo

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.