O Piauí goleia o Parnahyba e é campeão do primeiro turno do Campeonato Piauiense

Parnaíba (PI) – Nove anos depois da conquista de algum título, o Piauí Esporte Clube (piauiesporteclube.com) enfim é campeão da Taça Estado do Piauí, o primeiro turno do Campeonato Piauiense. Vencendo o Parnahyba por 3 a 0, na noite deste sábado no Estádio Verdinho, o Piauí deu um passo importante para a conquista do Estadual, algo que não vem há 28 anos. A taça veio de forma especial: triunfo na casa cheia do adversário e uma goleada impiedosa, sem chances.

O Piauí Esporte Clube garante vaga na grande decisão do Campeonato Piauiense. Classificado, o Enxuga Rato poderá disputar a Copa do Nordeste de 2015, caso sejam confirmados dois times piauienses na competição regional. Os dois times voltam a jogar no meio de semana, quando começa o returno. Campeão, o Piauí volta a campo na quinta-feira, quando enfrenta o Caiçara, em Campo Maior. Enquanto isso, o Parnahyba vai a Teresina, onde encara o River-PIA conquista do Enxuga Rato premia um treinador multicampeão. Paulo Moroni, já com quatro títulos estaduais (duas pelo Flamengo-PI e outras duas com o próprio Parnahyba) provou por A mais B que entende muito bem os atalhos de ser campeão. E o triunfo no Verdinho tem muito dele: preparou um time seguro, que não deixou o Parnahyba jogar, e objetivo. Fabiano, duas vezes, e Fabinho marcaram os gols da vitória. 
Piauí x Parnahyba na decisão do primeiro turno (Foto: Marco Freitas)Piauí e Parnahyba decidem primeiro turno do Piauiense (Foto: Marco Freitas)


Cabeçada de Fabiano 
O clima decisivo mexeu com os ânimos dos jogadores e deu trabalho para o árbitro Antônio Dib dos Santos, que mostrou o cartão amarelo para Eduardo Júnior. Fora as faltas, as bolas paradas foram as apostas dos times de Fernando Tonet e Paulo Moroni. E logo aos 16 minutos, o Enxuga Rato pôde comemorar. No cruzamento de Jorginho pela esquerda, Fabiano se antecipou dos zagueiros, ficou sozinho e colocou de cabeça no gol de Robinho. 
A vantagem no placar no começo premiou um Piauí mais organizado. Moroni repetiu o mesma esquema da vitória contra o Barras na semifinal, um 3-4-3 que anulou o ataque azulino – Felipe Rafael e Fabinho foram mais correria que finalizações – e era perigoso nos contra-ataques com Silas, Raphael Freitas e Fabiano. O time, aliás, por pouco não ampliou com Silas. O atacante acabou ficando sozinho, mas acabou não concluindo. 
Na base dos chutões e na insistência, o Parnahyba tentava, tentava, e tentava. Mas com lances centralizados e esquecendo de usar os laterais Xavier e Barata – apagados na etapa inicial – o time de Tonet esbarrava. O melhor lance azulino veio do zagueiro Gilmar Bahia, aos 35 minutos, que resvalou de cabeça a cobrança de falta de Capela e a bola passou assustando o goleiro Lucas.
Chocolate rubro-anil
Quatro escanteios, chance clara de gols e uma blitz de tirar o fôlego. Os dez minutos do Parnahyba na volta doo intervalo foram impressionantes. Logo aos 2 minutos, Felipe Rafael recebeu próximo à meia-lua e o chute desviou na zaga rubro-anil. A ronda azulina, porém, pouco surtiu efeito. Pronto para dar o bote, o Enxuga Rato pegou o Tubarão de surpresa. E mais uma vez com Fabiano. Pela direita, o atacante foi entrando na área, fez o que quis e encontrou espaço para o chute seco, no canto de Robinho: 2 a 0. 
O gol promoveu um troca-troca nas equipes. Binha e Fabinho entraram no lugar de Silas e Fabiano – que na saída para o banco de reservas foi alvo de copos plásticos e garrafas da torcida azulina. Do lado do Parnahyba, Tonet sacou o volante Totonho e colocou mais um atacante, Puchinha. 
A torcida do Parnahyba não acreditava no resultado, começou a vaiar o time e chegou até a gritar “olé… olé” quando o time tocava na bola. Fabinho, aos 18 minutos, fez o terceiro. E o desespero ficou visível nos jogadores de Tonet, que mudou a lateral direita tirando Barata e colocando Ivan. Infalível, o Piauí ainda contou com Lucas, que fechou o gol.
Pode comemorar torcedor rubro-anil. O título é mais que merecido
(*) Texto: Globo Esporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *