Mulher barrense se expõe semi-nua em rede social e ação causa debate entre as pessoas

 Mulher barrense se expõe semi-nua em rede social e ação causa debate entre as pessoas
A barrense Juliana Araújo publicou na Internet várias fotos da sua mãe Selma posando com muita sensualidade nas margens do Rio Marathaoan, em Barras. Foi a própria Selma quem postou as fotos em seu facebook e a filha copiou; como o da filha tem mais amigos o compartilhamento seguiu a partir dele de forma avassaladora!

As imagens de Selma logo foram copiadas por vários sites e estão causando grande debate na internet onde se questiona até quando agente deve se expor com certas publicações, sabendo-se que a rede mundial de computadores espalha rapidamente e facilmente as informações, nos tornando em muitas das vezes vítimas de ciladas.

Para algumas mulheres, expor seu corpo nu e até mesmo vídeos em atos sexuais é uma forma de chamar atenção para ganhar dinheiro, seja na prostituição ou até mesmo posando para revistas pornôs como aconteceu ano passado com uma assessora de um senador piauiense, que terminou sendo demitida do emprego.

No caso de Juliana e de Selma nos parece que a publicação, apesar da polêmica, foi feita com uma certa “ingenuidade interiorana” influenciada pela exposição da própria mídia (televisão e de músicas dos estilos forró, swingueira e funk) da imagem da mulher como “produto de consumo sexual” – o que leva algumas delas residentes em comunidades mais pobres e de menor conhecimento e cultura, achar que “como o artista da tv, da música, faz… eu também posso imitá-lo e todo mundo vai ver isso como um ato normal”. Por outro lado a editoria do tribunadebarras.com questiona que quando um fato desse ou fotos dessas são publicadas por “celebridades” a maioria ver as fotos como “nu artístico” e dizem que é até preconceito criticá-las! Já quando quem posa para as fotos é a desconhecida Selma, residente na periferia de Barras, uma cidade de 46 mil habitantes fincada no norte do Piauí, aí as analogias são feitas de formas diferentes e o ato chamado por muitos de “vulgar”. Sugerimos que antes de chamarem as fotos de vulgar apreciem a vida da pacata Selma e de muitas outras mulheres tidas como “celebridades” no mundo social piauiense e brasileiro.

“Sou linda e agora o Rio Marathaoan ficou conhecido nacionalmente”

Falando sobre a repercussão da publicação das suas fotos, Selma disse: “Sou linda, tenho um corpo lindo. Qual o homem que não gosta de uma mulher como eu? Obrigado as pessoas que me elogiaram e as que me criticaram que tenham auto-estima elevada, que gostem de si como eu gosto de mim. Vejam que sai até no Tribuna de Barras, que é um site chique, não é todo mundo que aparece em fotos no Tribuna não é meu bem?” 


Quem tirou as fotos?

Selma diz que não revela o nome de quem fez as suas fotos dentro do Rio Marathaoan e ainda apimenta a história: “tenho outras mais polêmicas, mas não pretendo mostrar. Sou hoje a mulher mais desejada de Barras e do Piauí”, finalizou.

O perigo da publicação de imagens nas redes sociais

As redes sociais, como sabemos, estão cada dia mais velozes e com mais adeptos espalhados por todo o mundo, assim, o perfil de um usuário pode ser acessado por qualquer indivíduo em qualquer parte do mundo.
Para tanto, se você é daqueles que adora compartilhar tudo que passa na sua vida nas redes sociais, saiba que nem todas as informações podem surtir a seu favor, bem ao contrário, muitas delas podem até causar incômodos.

Detalhe do facebook de Juliana Araújo, filha da “Sereia do Marathaoan”, Selma


Confira abaixo 10 dicas do que nunca poderíamos expor nas redes sociais:
1 – Data de aniversário: Todos nós gostamos de ser lembrados no nosso aniversário, não é verdade?  Para tanto, as datas expostas nas redes sociais são consideradas um prato cheio para os chamados “ladrões de identidade”, já que essa é uma das principais informações referente a você.
2 – Status do relacionamento: Fornecer qualquer tipo de informação pessoal não é legal. Caso alguém tenha interesse na sua vida, essa mudança de status poderá ocasionar problemas. Por exemplo, se você sempre teve o status “casada” e um belo dia alterar para “solteira”, algum especulador irá deduzir que você costuma ficar sozinha em casa, o que, nos diais atuais acaba sendo perigoso.
3 – Indicar a sua localização: Quando as pessoas viajam ou mesmo vão para algum lugar que julgam interessante, a primeira coisa é compartilhar a sua localização ou mesmo, postar fotos do local onde está, pois bem, essa informação é valiosa, por exemplo, para alguém que esteja de olho na sua casa, saberá que ela está vazia.
4 – Jamais compartilhar que está sozinho em casa: Algumas pessoas não conseguem dar um passo sem antes notificar em alguma rede social. Algumas comentam até com quem estão acompanhas e mais, se estão sozinhas. O ideal não é comunicar nas redes sociais que está sozinho ou mesmo que ficará sozinho em algum momento, pessoas de má índole podem se aproveitar desse fato para ter acesso mais fácil a sua casa.
5 – Evite expor a imagem e nome de seus filhos: Sabemos que os orgulhosos pais adoram encher as redes sociais com inúmeras fotos de crianças, o que não sabem é o risco que estão correndo. Colocar o nome completo de crianças nas redes sociais é um perigo, como também, postar certas imagens dos pequenos. Então, como não sabemos quem está vendo, quem está copiando as imagens, melhor mesmo é não expor as crianças. Muitos(as) pedófilos e pedófilas acabam encontrando fotos de crianças e repassando para sites de conteúdo impróprio, assim, o  melhor mesmo é  guardar as fotos dos anjinhos para você e seus amigos ou, no máximo, compartilhar apenas para os amigos mais chegados.
6 – Conversas pessoais: As redes sociais servem para debater ideias, trocar informações, entre outras ações, porém, cuidado para não esquecer que está em uma mídia social e transformá-la em um bate-papo repleta de conversas de cunho pessoal.
7 – Inserir informações da empresa em que trabalha: Não é interessante postar comentários sobre a rotina de trabalho dentro de uma empresa. Muitas, inclusive, acabaram bloqueando o acesso as redes sociais para evitar que certos conteúdos acabem sendo expostos. Caso seja seu casso, prefira usar mesmo o tradicional e-mail para trocar informações.
8 – Não compartilhe imagens ou mesmo conteúdos que estejam denigrindo alguma pessoa:  Sabemos que temos o direito de nos expressar, para tanto, mesmo que você concorde com determinado assunto, tenha o cuidado de se manifestar sobre ele, não use palavras de baixo calão, tampouco acuse alguma pessoa sem provas. Você poderá ser acionado judicialmente sobre isso e responder processo por difamação e calúnia, então, cuidado com os comentários, tudo que é dito, na internet ou não, precisa ser provado.
9 – Atenção com as imagens postadas: As pessoas costumam postar fotos que consideram engraçadas nas redes sociais, dançando, bêbadas, em situações estranhas, etc. Pois bem, estas mesmas fotos podem acabar caindo nas mãos de seu chefe, de seus alunos, de seus colegas de trabalho ou mesmo de outras pessoas do seu convívio e não acabarem não sendo  bem interpretadas. Lembre-se, uma boa reputação conta muito no meio empregatistico.
10 – Quanto menos expor detalhes da vida melhor: É muito bom dividir algum resultado positivo da nossa vida. No entanto, reserve aqueles mais íntimos somente para os amigos mais chegados e, de preferência, bem longe das redes sociais. Assim, não espalhe que teve um aumento de salário, uma nova promoção, que o namorado ou namorada lhe presentou com um maravilhoso e caro presente ou até mesmo toda a felicidade que está vivendo. Estas informações, além de gerar a cobiça de terceiros, poderá ser usada para que seu nome ou sua imagem possa ser aplicado em algum golpe. Então, fica a dica, quanto menos informações postadas, melhor para a sua privacidade!

Uma das fotos da barrense Selma publicadas na Internet

Veja abaixo como algumas pessoas estão reagindo às postagens das fotos da “Sereia do Marathaoan”, como está sendo chamada a bonita Selma:

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.