Morre Themístocles Sampaio Pereira: um legado de amor à família e a política

 Morre Themístocles Sampaio Pereira: um legado de amor à família e a política

Teresina (PI) – Os familiares do ex-deputado federal, Themístocles Sampaio Pereira estão bastante abalados com a morte do patriarca. A esposa do ex-parlamentar, Anatália Sampaio disse que Themistocles sabia que ia morrer, mas pediu que não fosse longe dela.
Imagens: Germana Chaves Anatália Sampaio esposa do ex-parlamentar (Imagem:Germana Chaves / GP1 )Anatália Sampaio esposa do ex-parlamentar

Família está bastante abalada (Imagem:Germana Chaves / GP1 )

A Família Sampaio Pereira, tradicional em Esperantina/PI, está bastante abalada 

“Ele era um homem de fé, autêntico e não tinha meias palavras, quando podia ajudar dizia sim, quando não, dizia que não. Ele já sabia que ia morrer, mas não tinha medo da morte. A única coisa que ele pediu, foi para não morrer longe de mim, mas infelizmente isso não aconteceu. Como estava na UTI, não podia ter visitas e acabou falecendo longe de mim. Completamos 57 anos de casados em oito de fevereiro deste ano, uma vida juntos”, disse Anatália em prantos. 

Mariangela Sampaio, filha do ex-deputado, destacou a coragem e todos os feitos do pai na política. “Ele deixa um legado grande para família, um exemplo na política, como homem, como pai e esposo. Ele sempre foi fiel a minha mãe e sempre fez questão de falar do amor e respeito que sempre teve por ela. Sem dúvidas vai deixar muitas saudades”, destacou.
O deputado federal, Marllos Sampaio, filho do falecido, estava bastante abalado e disse apenas que, “nesses momentos fica difícil falar, mas a saudade é imensa”. 


Mariângela Sampaio (Imagem:Germana Chaves / GP1 )Mariângela Sampaio, filha   de Themístocles Sampaio Pereira

Familiares e amigos no velório (Imagem:Germana Chaves / GP1)

Familiares e amigos no velório do ex-deputado federal Themístocles Sampaio Pereira

O escritor e jornalista, Mauro Sampaio, que assina muito lido blog no acessepiaui.com.br, também falou sobre o pai e reforçou a autenticidade do ex-deputado federal. “Meu pai era um homem muito rígido em tudo que fazia, inclusive, na educação dos filhos. Ele não aceitava que fizéssemos nada de errado. Ele não era um homem de sorriso fácil e muita gente não entende as pessoas autênticas. Enfim, foi um homem de caráter exemplar”, lembrou Mauro.


IMarllos Sampaio e Mariângela Sampaio (Imagem:Germana Chaves / GP1)Marllos Sampaio e Mariângela Sampaio, filhos de Themístocles Sampaio Pereira

Mauro Sampaio (Imagem:Germana Chaves / GP1)

Mauro Sampaio, filho de Themístocles Sampaio Pereira

Themistocles Sampaio Pereira, 91 anos, faleceu por volta de 1 hora da madrugada de hoje (24 de Maio de 2013) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital ITACOR, em Teresina, onde estava internado desde a última sexta-feira (17/05/2013). Ele enfrentava um problema pulmonar. O ex-parlamentar deixa sete filhos, dentre eles o deputado estadual  Themístocles Sampaio Pereira Filho (presidente da Assembléia Legislativa do Piauí) e deputado federal Marllos Sampaio, naturais de Esperantina/PI.

O velório ocorre no Salão Nobre da Assembleia Legislativa do Piauí. Já o sepultamento está previsto para as 16h no Cemitério São José, Zona Norte de Teresina. Ele descansará no mesmo túmulo onde já tem um filho enterrado. 



História

Filho de José Luís Pereira e Santilha de Sampaio Pereira. Começou a trabalhar ao lado de seus p ais ora como ajudante de padeiro de seu genitor (que também era guarda-fios dos Correios) ou na condição de vendedor de bolos e doces feitos por sua mãe, além de trabalhar como trabalhador rural e ajudante de mercearia. Estudou até a terceira série do ensino fundamental em Esperantina e seguiu rumo a Teresina onde trabalhou em um curtume e a seguir como comerciário sendo aprovado no exame de admissão da antiga Escola Técnica de Comércio do Piauí como aluno do curso de Ciências Contábeis transferindo-se para o Rio de Janeiro por razões de saúde concluindo seus estudos na Escola Superior de Comércio do Rio de Janeiro. 
Imagem: DivulgaçãoDona Anatália e Themístocles Sampaio (Imagem:Divulgação )Dona Anatália e Themístocles Sampaio 

De volta a sua cidade natal estabeleceu-se como comerciante porém abandonou suas atividades em razão de novo problema de saúde, o que o fez retornar a capital fluminense. Com a saúde restabelecida, passou a residir em Teresina e a trabalhar como contador do Imposto de Renda e fiscal ao antigo Instituto Nacional de Previdência Socia l (INPS). A seguir bacharelou-se em Direito pela Faculdade Federal de Direito do Piauí, embrião da Universidade Federal do Piauí, atuando como advogado.

Seu ingresso na política se deu sob a legenda do PTB ao lado do médico João Emílio Falcão Costa sendo eleito vereador em Esperantina chegando à presidência da Câmara Municipal e a seguir foi eleito deputado estadual em 1962. No irromper do Regime Militar de 1964 teve o seu mandato cassado em 8 de maio daquele ano tendo que retornar a Esperantina visto que foi impedido de exercer suas atividades políticas e cerceado no exercício de suas atividades profissionais sendo impedido inclusive de tomar posse em cargo obtido via concurso público. Em seu lugar foi efetivado o suplente de deputado José Gil Barbosa.

Decorridos dez anos de sua punição foi eleito segundo suplente de deputado estadual pelo MDB em 1974 sendo reconduzido ao legislativo estadual em 1978 migrando para o PMDB com o fim do bipar tidarismo e em 1982 foi eleito quarto suplente de deputado estadual. Nomeado Secretário Municipal de Serviços Urbanos na segunda administração de Wall Ferraz na Prefeitura de Teresina e ao deixar o cargo foi eleito terceiro suplente de vereador em 1988 na capital piauiense. A partir dos anos noventa passou a disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados figurando como terceiro suplente em 1990 e primeiro suplente em 1994. 

Diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (DETRAN/PI) no primeiro governo Mão Santa, deixou o cargo para novamente disputar uma vaga na Câmara dos Deputados. Foi eleito deputado federal em 1998 e novamente primeiro suplente em 2002 e 2006. Em 2004, voltou a disputar eleição para Prefeito de Esperantina.

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *