Menor de idade: 90%dos jovens detidos nas ruas após às 23h são da classe alta

TERESINA (PI) – O Juizado da Criança e do Adolescente divulgou hoje que mais de 60 pais de adolescentes foram notificados nas blitze do “Toque de Recolher” promovido em Teresina. A ação visa coibir a venda de bebida alcoólica e a permanência de jovens em áreas de risco, principalmente nos finais de semana.
Balanço das blitze constatou que 90% dos adolescentes encontrados em bares e em ambientes de risco são de classe média alta.
Segundo a juíza da 1ª vara da Infância e Juventude, Maria Luiza de Moura Melo e Freitas, se houver reincidência, os pais serão punidos com multas que variam de R$ 1.090 mil (dois salários mínimos) até R$ 10.000 dependendo da situação econômica.
“A força tarefa tem encontrado adolescentes tão embriagados que são encaminhados para os hospitais”, disse Maria Luiza.
A portaria do juizado está funcionando desde agosto. Os adolescentes só poderão permanecer nas ruas de Teresina após as 23h quando estiverem em bailes, boates, shows, restaurantes e em ambientes públicos, com autorização dos responsáveis.
A juíza alega que determinação foi instituída por causa do grande índice de reclamações de jovens circulando à noite com bebidas alcoólicas e drogas.
Surtido efeito

De acordo com a juíza, têm pais que estão indo no Juizado agradecer pela ação. Segundo a magistrada, o “toque de recolher” tem surtido efeito na capital e tem coibido jovens estarem em ambientes de risco.
Em Teresina, cerca de 30 bares foram notificados por venderem bebidas alcoólicas ou permitem que adolescentes frequentem o local sem autorização.
(*) Yala Sena, Cidade Verde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *