Pesquisa divulgada pelo Ministério da Educação (MEC), apontou que o Maranhão é o estado com a pior avaliação em habilidades de escrita de crianças, com 59,93%. Segundo a pesquisa, sete em cada dez crianças, alcançaram os níveis 1 e 2, que são considerados os piores, no que diz respeito a leitura.

De acordo com o MEC, 77,3% das crianças avaliadas são capazes de ler palavras, mas não de compreender textos longos. O Maranhão ainda aparece na pesquisa com os piores índices em relação a aprendizagem de alunos do terceiro ano do ensino fundamental. Em matemática, 77% das crianças não sabem fazer adições e subtrações mais complexas e neste quesito, o estado fica atrás do Amapá e Sergipe.