Maracutaia: Ministério Público suspende entregas de casas populares em Barras

 Maracutaia: Ministério Público suspende entregas de casas populares em Barras

Barras (PI) – A lista com os nomes dos beneficiários que se cadastraram não foi obedecida e pessoas que já possuíam casas foram incluídas sem obedecer aos critérios locais e nacionais. Os excluídos estão procurando a Promotoria de Justiça do Município e formulando denúncias fundamentadas querendo  saber o porque da exclusão  de seus nomes da primeira  lista de beneficiário das casas.
A entrega das casas do Residencial São Francisco II foi suspensa e a expectativa dos cadastrados é que agora os critérios sejam obedecidos e o sonho da casa própria seja realizado. A data de entrega estava marcada para ontem, 28/11/2012.
O Residencial São Francisco I, construido ao lado do recem-inaugura do Residencial São Francisco II, localizado na rodovia PI que liga Barras ao município de Batalha, tinha como objetivo de moradia beneficiar as famílias vitimas das enchentes dos rios Marathaoan e Longá, mas as entregas das casas, segundo denúnicias formuladas ao Ministério Público, na sua maioria obedeceram critérios políticos e quem de fato morava nas áreas ribeirinhas ficou sem sua casa.
O Ministério Público local já instaurou inquérito no sentido de investigar os abusos supostamente cometidos pela Prefeitura Municipal de Barras, responsável pelo cadastramento dos moradores e entrega das chaves. As casas foram feitas em parceria com a Caixa Econômica Federal.

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *