A cidade de Teresina, 900 mil habitantes, capital do Piauí, registra pela segunda semana seguida queda no número de pessoas com casos confirmados de Covid-19. O pico foi registrado na semana epidemiológica de 17 a 23 de maio de 2020, quando 478 teresinenses tiveram a doença confirmada através da Fundação Municipal de Saúde. Na semana seguida (de 24 a 30 de maio), o número foi um pouco menor (461 casos) e despencou agora na semana encerrada ontem (sábado, 6 de Junho): nos dados atualizados às 18 horas, eram 158 casos confirmados, ainda sem o registro dos episódios do sábado (que ainda não estavam contabilizados no site da Prefeitura de Teresina).

As autoridades de saúde em todo o país dividem o ano em semanas epidemiológicas, que começam em um domingo e terminam no sábado seguinte. A primeira semana de 2020 (ou Semana Epidemiológica 01) começou de fato em 29 de dezembro, um domingo, e se estendeu até o sábado, dia 4 de janeiro. A semana passada foi a de número 23. O desempenho semanal também é um dos critérios colocados pelo prefeito Firmino Filho para a retomadas das atividades econômicas: segundo o prefeito, entre outras coisas, seriam necessárias duas semanas de queda e controle das mortes para que a flexibilização pudesse ser implantada.

No caso das mortes, há uma estabilização nas duas últimas semanas, mas a semana passada registrou um óbito a mais que na semana 22 (do dia 24 ao dia 30 de maio). Na semana que acabou ontem foram 39 mortes, contra 38 na anterior. Essa elevação foi possível pelos 10 casos registrados na sexta-feira, bem atípico para a semana. No primeiro momento, a PMT chegou a informar que eram 3 casos, mas já no sábado foram contabilizados outros sete óbitos da sexta-feira.

O desempenho de Teresina vai apontando para uma tendência bem diversa da verificada no restante do Estado.

Teresina em queda, interior do Piauí crescendo

Os gráficos com os números de casos de Covid-19 no Piauí mostram duas tendências bem claras: enquanto Teresina aponta para segunda semana de queda no número de novos casos, explodem os registros no interior. A semana que acabou, o Piauí contabilizou 1.006 novos casos a mais que na semana anterior. Foram 2.547 novos casos confirmados, contra os 1.541 da semana epidemiológica anterior. Um aumento de 65,2% de uma semana à outra. O aumento anterior tinha sido de cerca de 35%.

Essa evolução contrasta com os registros da capital, que está há duas semanas com declínio de novos casos. Esse comportamento vem sendo apontado pelo Ministério da Saúde para todo o Brasil. Em geral, os grandes centros – notadamente as capitais e regiões metropolitanas – estão apontando tendência de queda enquanto as menores cidades são responsáveis pela maior parte dos casos contabilizados nos últimos dias. O Piauí, dessa forma, vai confirmando esse comportamento geral apontado pelo Ministério.

Tribuna do Nordeste