Furioso, com um exemplar do jornal O Globo nas mãos, o presidente Jair Bolsonaro surgiu hoje no gradil do Palácio da Alvorada para, diante de um grupo de jornalistas, atacar as Organizações Globo e os jornalistas de um modo geral. Bolsonaro disse que, como os jornais não publicaram a denúncia que ele fez contra o colunista de O Globo, Merval Pereira, ele não daria entrevista. E disparou a falar. Trouxe outros nomes que teriam recebido somas volumosas com palestras, “pagas com o dinheiro público, sem licitação”.

Citou Cristiana Lobo, Samy Dana, Giulliana Morrone e Pedro de Morais. Todos, segundo o presidente, teriam recebido mais de 200 mil reais por palestras. “É, justamente, o pessoal que mais desce o pau em mim”. Cobrou dos jornais por não publicar nada, quando a denúncia “é contra seus colegas”. Na sexta-feira, Bolsonaro havia ameaçado os jornalistas de não dar mais entrevistas a eles, caso não saísse, no dia seguinte, sua denúncia contra Merval (de que ele recebera 375 mil reais em uma palestra, paga com dinheiro público).