O Governo do Piauí prevê o início da primeira fase de vacinação contra o novo coronavírus para o dia 25 de janeiro de 2021. Em vídeo, o governador Wellington Dias (PT) ressalta que aguarda resposta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que recebeu pedidos de autorização de uso emergencial das vacinas. Os pedidos foram oficializados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantan.  A Anvisa possui 10 dias para responder a eles. 

Wellington Dias, que atualmente é presidente do Consórcio Nordeste, que reúne os governadores da região Nordeste, destaca que o Ministério da Saúde já fez a compra de vacinas, tanto da Butantã como da Fiocruz, a AstraZeneca e a CoronaVac.

“Já tem vacina no Brasil. Então é possível, após a aprovação, da Anvisa, por volta do dia 20 (de janeiro), no máximo cinco dias depois, a gente já ter condições de iniciar a vacinação no Piauí e no Brasil”, explica.

Cuidados continuam

Mesmo com a possibilidade de iniciar a primeira fase de vacinação neste mês de janeiro, o governador Wellington ressalta que os cuidados de higiene e os protocolos sanitários precisam continuar no estado.   

O governador aproveitou o momento para agradecer aos moradores do Piauí. “Eu agradeço a todo o povo do Piauí pela disciplina e pelo esforço para que a gente chegasse até aqui em uma situação de estabilidade, sem colapso na rede hospitalar”

Dados Piauí

Desde o início da pandemia, de março de 2020 até 08 de janeiro de 2021, o Piauí já registra 2.882 mortes pela Covid e 145.384 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

O boletim da Secretaria de Saúde do Piauí, do dia 08 de janeiro, revela que o estado está com 375 pessoas internadas, sendo 137 em UTIs, 221 em leitos clínicos e 17 pacientes em leitos de estabilização. Até sexta (08), o estado contabiliza 7.840 altas médicas.