Pesquisa divulgada pelo Instituto Paraná Pesquisas, na última Terça-feira, 19 de Junho de 2018,  mostra que o deputado Jair Bolsonaro (PSL) ultrapassou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em São Paulo. Como a margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos, o deputado estaria tecnicamente empatado tanto com o petista quanto com o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB).

De acordo com os números, se a eleição fosse hoje e o ex-presidente pudesse concorrer, 20,6% dos eleitores paulistas votariam em Bolsonaro, enquanto 19,5% em Lula. Alckmin aparece com 16,7%; Marina Silva (Rede) tem 9,0%, Ciro Gomes (PDT), 5,6%; Álvaro Dias (Podemos), 3,5%, João Amoêdo (Novo), 1,1%; Henrique Meireles (MDB), 0,9%; Flávio Rocha (PRB), 0,7%; Manuela D´Ávila (PCdoB), 0,7%; Rodrigo Maia (DEM), 0,4% e Josué Alencar, 0,3%.

Pela margem de erro, Bolsonaro teria entre 18,6% e 20,6%; Lula, entre 17,5% e 21,5%; e Alckmin, de 14,7% a 18,7%, ou seja, os três estariam na mesma faixa de votos.

No cenário sem Lula, Bolsonaro sobe para 21,6%. O tucano Geraldo Alckmin vai a 19,1% (o que significa um novo empate técnico), pois Bolsonaro teria entre 19,6% e 23,6%, enquanto Alckmin estaria com percentual de 17,1% a 21,1%. Em seguida Marina Silva com 12,6%, Ciro Gomes com 8,9% e Alvaro Dias, com 4%.

O instituto fez ainda um levantamento onde pergunta se os eleitores votariam em um candidato apoiado por militares e cerca de 32,5% disseram que sim, enquanto 21,4% disseram votar em um candidato apoiado por Lula, 2,1% apoiado por Michel Temer e 17,3% votariam em um candidato apoiado por empresários.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 09235/2018.

(*) Com dados do Instituto Paraná e Gazeta do Povo