Mãe e seu caso amoroso são detidos embriagados com filhos menores de idade

 Mãe e seu caso amoroso são detidos embriagados com filhos menores de idade
A mãe embriagada amamentando um dos filhos aos olhares de populares. 

Esperantina (PI) – A cidade de Esperantina, desmembrada do Município de Barras e distante 50 Km da Terra dos Governadores, foi palco na manhã deste Domingo (9) de uma mostra do que o álcool pode causar a uma família, especialmente quando a mulher vive de forma desregrada, afastada do lar e da família.

Um casal foi conduzido pela Polícia Militar até a delegacia do município após a denúncia de populares de que um homem e uma mulher estariam bebendo em vários bares do centro da cidade. A mulher, levando seus três filhos, dois meninos, um de quatro e o outro de cinco anos, e uma garotinha de apenas dez meses de idade, não tem residência fixa e não se sabe se os filhos são do mesmo pai, ao menos um deles, não.


A conselheira tutelar Francilene Oliveira, que não quis revelar a identidade do casal, contou  que a mulher é natural de Esperantina, possui seis filhos.  “Além destes três pequenos, ela tem um rapaz que já é maior de idade, também filho do atual homem com quem vive maritalmente, e mais dois, que não são dele. Os familiares da mulher  é que criaram estes três mais velhos”, descreve.


O bebê de dez meses foi recolhido pela Assistência Social da cidade e os dois garotinhos foram entregues à família da mãe. 

A irmã da mulher disse à conselheira que o cunhado era jornalista em São Paulo, possuindo inclusive mestrado, mas que após a união, acabou deixando a carreira. “O que apuramos com a família é que o casal vive de cidade em cidade. Ela é daqui. Ele é de São Paulo, de classe média e vive com a ajuda que recebe dos pais por causa dos filhos pequenos. Não conseguimos confirmar as informações porque eles não conseguiam conversar devido estarem embriagados”, pontua a conselheira. 

Francilene acrescenta que chegou a ver amigos do casal retirando uma garrafa de bebida de dentro do carrinho onde estava a garotinha de dez meses. O casal não foi indiciado na delegacia, mas o Conselho Tutelar acionou o promotor da cidade, Sérgio Reis, que deve ouvir o casal na próxima segunda-feira (10). 

(*) Foto: Jornalesp

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *