Globo Esporte: goleiro do Flamengo-PI relata abandono do time no Campeonato Piauiense

 Globo Esporte: goleiro do Flamengo-PI relata abandono do time no Campeonato Piauiense

Sem chances de classificação para a segunda fase do Campeonato Piauiense, depois da derrota de 3 a 1 sofrida pro Altos, o Flamengo-PI irá cumprir apenas tabela no estadual. Lucas Paulista, goleiro do Rubro-Negro, desabafou após o jogo sobre a disparidade entre as realidades das duas equipes. Segundo ele, a falta de estrutura foi fator que dificultou a campanha do Leão no torneio: sete derrotas, uma vitória e um empate. Na entrevista coletiva, Lucas disse ter vivido “condições precárias”. Em sua página na rede social, o atleta desabafou em textão, rebatendo críticas por falhas em campo: “sem academia, treino, suplemento, preparador de goleiros e com um campo com a grama batendo no joelho”.

– Você vai enfrentar um Altos que tem suplemento, tem academia, treina de manhã e tarde todos os dias, disputa competições como Copa do Nordeste, Copa do Brasil, está disputando o Piauiense e vai disputar Série D do brasileiro, aí pega um time como o nosso que não tem condições de trabalhos ideais para podermos realizar nosso trabalho. Se você por um contraste, vai ver que o adversário é bem mais superior. Tentamos até o final, não conseguimos. Faltou um pouco de força para buscar o placar, isso reflete nas condições precárias que temos tido – afirmou Lucas Paulista.

Nas redes sociais, Lucas Paulista desabafou ainda mais após o jogo.

– É muito mais fácil você criticar, do que ir procurar o real motivo do que está acontecendo, o ocorrido. É muito fácil falar que estamos sem foco, estamos cansados, fraco, sem força, sem saber que dois meses de salário em três meses de campeonato estão em débito. Enquanto, não temos condições nenhuma de ter um treino de alto rendimento e produtividade, sem o material adequado para fazer isso, sem academia para dar força, sem suplemento para tirar a fadiga, dar mais força, treinar muitas vezes com um campo com a grama batendo no joelho, com uma diretoria que estava antes no comando deixando tudo cada vez mais desorganizado e virando uma bola de neve – descreveu.

Se queixando das críticas, Lucas disse que é preciso “ver o que realmente aconteceu”. E afirmou que no Flamengo-PI não havia sequer treinador de goleiros.

Sem mais esperanças no estadual, Lucas afirma que o time mesmo assim deve enfrentar com bastante garra o 4 de Julho fora de casa, pela décima rodada do estadual. O atleta do Rubro-Negro destacou que o início da semana será complicado, mas que devem finalizar o campeonato demonstrando disposição.

– A nossa motivação vai estar lá em baixo, pois não temos mais condições de classificação. Mas nós devemos ir para Piripiri com a cabeça erguida e tentarmos fazer realizar o nosso melhor lá para conseguirmos um bom resultado, mesmo com essa situação. O futuro pertence a Deus. Vou continuar trabalhando, buscar outro clube no segundo semestre e tentar careira internacional em 2019. Penso coisas grandes para minha vida, não dá para ficar aqui no Brasil. Tive algumas propostas da Inglaterra, Azerbaijão e Espanha. Vou trabalhar isso, aqui é muito precário – completou o atleta.

Em último lugar na classificação com apenas quatro pontos ganhos, o Flamengo-PI ainda tem um grande desafio pela frente. O elenco viaja para a enfrentar o Colorado em fora de casa. A partida está marcada para o próximo dia 1º de Abril, às 16h, na Arena Ytacoatiara, em Piripiri.

(*) Publicação original do Globoesporte/PI, de Arthur Ribeiro e Josiel Martins. Foto: Arthur Ribeiro

Reinaldo Barros Torres

Editor do Tribuna do Nordeste

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *