Esperantina (PI)
– O veiculo Celta, cor preta de placa NNI 5862 de São Luiz do Maranhão, que ocasionou o atropelamento e consequentemente a morte do motorista da Construtora MAFRAN, Adelino e de sua esposa a doméstica, Antônia Maria de Sá Silva, popularmente conhecida como Toinha  foi completamente queimado nas primeiras horas da madrugada de hoje (03), na cidade de Esperantina, por alguns populares, até o momento desconhecidos da Polícia.
O grave acidente aconteceu na noite do último sábado (30/06), nas imediações da localidade Mangueira, localizada a cerca de três quilômetros da sede de Esperantina, e no momento do fatídico acidente o veiculo era conduzido pelo jovem Lourival Gomes de Amorim Junior, de 23 anos de idade, conhecido popularmente como Júnior do Louro do Forró que se encontra preso atualmente em uma das celas da 13ª Delegacia de Policia Civil do município.
Vale ressaltar que o jovem Junior Amorim, conseguiu sair do grave acidente apenas com alguns hematomas pelo corpo, enquanto o veiculo que o mesmo dirigia ficou completamente destruido.
Uma outra informação adquirida pela nossa equipe de reportagem do jornalesp.com da conta de que o veiculo era alugado e pertencia ao também esperantinense Airton Pires.
Já os familiares, de ambas as vitimas, continuam bastante abalados com a tamanha tragédia, que ocasionou na morte do casal.
De acordo com o Delegado Regional da Policia Civil, Lucas Craveiro responsável pela apuração do caso chegou a informar para a nossa equipe de reportagem que o condutor do veiculo responderá na justiça pelo crime de homicídio doloso, ou seja, aquele quando se tem a intenção de matar, uma vez que o mesmo, segundo relato do próprio Delegado, se encontrava bastante alcoolizado e dirigindo em alta velocidade, além de não ter habilitação.
O Delegado informou ainda para a nossa equipe de reportagem que o veiculo envolvido no acidente está sendo investigado se realmente a sua documentação é normal ou se o mesmo é alienado.
(*) Jornalesp