A torcida organizada Bafo do Leão fazendo festa no Juca Fortes.
A Pluri Consultoria liberou hoje a terceira parte de seu trabalho sobre os campeonatos estaduais, com o levantamento de quanto teve de renda cada um dos clubes. Os números são preocupantes, como poderemos ver nas tabelas que se seguem.
Considerando as rendas dos clubes, o grande destaque é o Cruzeiro/MG, seguido pelo Corinthians/SP. Os dois clubes, juntos, arrecadaram 14% de toda a renda obtida pelas 278 agremiações que disputaram os 25 estaduais analisados.
A renda média do Cruzeiro foi de R$ 1,25 milhão por partida, 25 vezes maior que a média nacional e foi esse número que colocou-o em primeiro lugar nesse ranking, embora sua receita total seja ligeiramente inferior à do Corinthians. Na sequência, por renda média por partida, aparecem Bahia, Atlético Mineiro e São Paulo.
A posição do Cruzeiro está ancorada em boa parte na forma com que foi disputado o Campeonato Mineiro, como veremos melhor no post sobre público e renda dos campeonatos.
O que se nota a uma primeira vista é a grande concentração de receitas em poucos clubes. A receita total do Corinthians, primeiro colocado nesse quesito, equivale à receita total dos 160 últimos colocados nessa listagem com um total de 278 clubes.
Metade da receita total é dividida por 17 clubes e a outra metade por 261 clubes. Isso significa que os dezessete primeiros têm uma receita total média de R$ 3,6 milhões e média por partida de R$ 387 mi. Na outra metade, a receita média é de R$ 236 mil e a renda por partida é de apenas R$ 26 mil.
Complicado…