Mais um triste caso de agressão nas salas de aula foi registrado na cidade de Lins, em São Paulo. O professor Paulo Rafael Procópio, 62 anos, foi agredido a socos por um aluno de 14 anos em uma escola estadual. O choque foi tão grande que o docente declarou que pretende abandonar a profissão, após 20 anos de carreira. O caso ocorreu na última sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2019.

O professor de geografia e história, que ensina há três anos no local, contou que o estudante, de outra turma, tentou entrar na sala de aula para conversar com uma menina. Como ele negou, o adolescente quis forçar a entrada. Ao ser barrado mais uma vez, jogou um caderno no professor e desferiu vários socos na vítima. O rosto de Paulo ficou ensaguentado após a agressão.

Resultado de imagem para Professor agredido por aluno de 14 anos decide abandonar profissão

Paulo precisou levar seis pontos no rosto e dois no supercílio para fechar os cortes provocados pelo aluno. Apesar de já ter o tempo necessário de contribuição para se aposentar, o professor pretendia continuar trabalhando, mas a agressão sofrida mudou seus planos.

Outro episódio do tipo também foi registrado na cidade na sexta. Em outra escola, um professor de 41 anos e um cuidador, de 23, foram agredidos um estudante de 12 anos. A Polícia Civil informou que irá encaminhar os dois casos de agressão nesta segunda-feira (25) para a Vara da Infância e Juventude