O Piauí foi a unidade da federação que apresentou o menor crescimento populacional entre os anos de 2012 e 2017, dados a se comemorar, já que estados ou cidades que reduzem o crescimento populacional hoje em dia é considerado qualidade de vida. Quanto maior a população, maiores são os problemas.  Em 5 anos, o número de habitantes aumentou apenas  1,5%.  Em 2012 a população do Piauí era de 3.171 milhões de habitantes, enquanto em 2017 atingiu 3.220 milhões de pessoas. Os dados foram divulgados na última Quinta-feira, 26 de Abril de 2018, pelo IBGE através da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, a PNAD Contínua.

Segundo os dados, estados vizinhos como o Maranhão e o Ceará apresentaram crescimento populacional bem superior, respectivamente de 4,% e 3,6%. A unidade da federação que apresentou maior crescimento foi o Distrito Federal, com 11,4%, seguido do Amapá, com 11,1%.

A PNAD focou características gerais dos moradores dos domicílios, quanto ao crescimento da população, sexo, cor ou raça e faixa etária. Quanto ao sexo, por exemplo, o maior quantitativo da população no Piauí é de mulheres, com 51,8% da população, enquanto os homens representam 48,2%.

No tocante a cor ou raça, no Piauí a população preta e parda somadas representa 79,4%, enquanto os brancos são 20,4% da população. O Estado do país com o maior percentual de pardos e pretos é o Maranhão, com 80,9%, enquanto Santa Catarina é o que apresenta o menor percentual, 16,9%.

De acordo com a pesquisa, se comparadas apenas a relação da população branca e preta os dados são, respectivamente 20,4% e 8,7%. No Brasil o menor percentual de pretos está no Estado de Santa Catarina, com 2,7% da população. Por sua vez, os Estados com os maiores percentuais de pretos na população são a Bahia, com 20,9%, e o Rio de Janeiro, com 13,4%.

Faixa etária

Ainda segundo o IBGE, a pesquisa mostra que apenas duas unidades da federação possuem população de 60 anos ou mais de idade em percentual superior à população de 0 a 13 anos de idade, que foram o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul, igualmente com 18,6% de idosos, e com uma população de 0 a 13 anos de idade, respectivamente, de 15,2% e 16,4%. O Piauí aparece nesse cenário com uma população de 60 anos ou mais de idade da ordem de 14,2%, enquanto a população de 0 a 13 anos é de 21,1%.