PARNAÍBA (PI) – A cidade de Parnaíba se prepara para receber o que faltava na região, o Parnaíba Shopping. O novo empreendimento alia comodidade, segurança e tranqüilidade na hora de comprar e se divertir. O primeiro shopping de Parnaíba, localizado na avenida São Sebastião, foi planejado dentro dos padrões determinados pela Associação Brasileira de Shopping Centers (ABRASCE) e disponibilizará uma estrutura nos mesmos moldes dos shoppings do país.

O Parnaíba Shopping contará com 148 lojas, 03 cinemas e 14 lojas na praça de alimentação, além de três lojas âncoras; tudo isso climatizado, o que irá proporcionar ainda mais conforto para a população de Parnaíba, região e os turistas que visitam a cidade. O espaço, que será inaugurado em 2013, dispõe ainda de amplo estacionamento coberto, com 500 vagas.

O município é o segundo mais populoso do Piauí, com cerca de 150 mil habitantes e o Parnaíba Shopping chega para trazer modernidade e mais reconhecimento para a cidade. Com uma localização estratégica e um mix diversificado de lojas, o Parnaíba Shopping vai entrar no mercado como um shopping moderno e funcional, nos mesmos padrões de grandes centros.
Para João Graciliano, diretor da IMalls, empresa de gestão de shopping centers que está coordenando o desenvolvimento do empreendimento, o shopping dispõe de um plano de mix que garantirá a variedade de lojas. “Em shoppings onde as lojas são vendidas, não há como se garantir um planejamento adequado e, com isso, existe a tendência de que se tenha, um excesso de oferta de alguns produtos e falta de outros”, afirma Graciliano.
Esta certeza de equilíbrio no mix de produtos e lojas é o que tem garantido sucesso ao modelo do Parnaíba Shopping. O conceito é de uma comunidade de negócios na qual o lojista tem a segurança de estar sendo assessorado por profissionais de varejo altamente qualificados que serão seus parceiros ao longo do tempo, em que o proprietário do shopping tem um compromisso direto com o sucesso do lojista, sendo uma parceria onde todos lucram. “O consumidor também ganha muito, pois com uma oferta balanceada de lojas, produtos, serviços e lazer, tudo em um só lugar, não precisando se deslocar para outros centros, economizará tempo e dinheiro”, destaca Joao Graciliano.
Mercado em expansão – O primeiro shopping inaugurado no Brasil, em 1966, foi o Iguatemi, em São Paulo. Desde então, o setor brasileiro de shopping Centers apresenta um notável crescimento em termos de Área Bruta Locável (ABL), faturamento e empregos gerados.


Dados da ABRASCE apontam que, em 2011, a previsão de aumento nas vendas ficou com uma média de 12%, sendo que 26 shoppings foram inaugurados no ano e mais de 40 novos devem ser abertos até o final de 2012. Em 2010 foram inaugurados 16 shoppings em grandes capitais e nas cidades do interior do País, que somaram mais de 540 mil m² de ABL e geraram aproximadamente 53 mil novos empregos. Com uma média mensal de 329 milhões de visitas, os shoppings centers brasileiros atingiram a marca de R$ 87 bilhões em faturamento no último ano.
O talento do empreendedor brasileiro na indústria de Shopping Centers é um dos diferenciais para o crescimento do setor no País, além de crédito e prazos facilitados, o aumento dos empregos formais e a ascensão das classes B e C, fatores que ajudaram a impulsionar o mercado em 2010.
Com todos esses fatores favoráveis, a indústria de shopping centers se tornou uma grande propulsora de desenvolvimento, promovendo o crescimento urbano, valorização imobiliária, aprimoramento do comércio local e, consequentemente, gerando empregos. Hoje no Brasil são 430 centros de compras, que juntos empregam mais de 720 mil pessoas.