Às 10h deste dia 31, uma guarnição do 13º BPM foi deslocada à PB 361, saída para a cidade de Boa Ventura/PB, com a finalidade de averiguar um possível acidente de trânsito.

No local, os militares constataram um veículo corsa, placa MNW 1214/PB, cujo condutor supostamente teria perdido o controle da direção e caído no declive do acostamento.

Ao se aproximarem notaram um jovem ao volante e logo perceberam que o mesmo não mais apresentava os sinais vitais; os plantonistas do serviço médico de urgência também foram acionados para o socorro, porém nada mais podia ser feito. O jovem foi identificado como sendo CÍCERO DAMIÃO SALES LUIZ DA SILVA, agricultor, 26 anos de idade, residente na fazenda Diamantina, município de Diamante/PB.

Marcas de tiros logo foram vistas na lataria e para-brisas do veículo, disparos esses que provavelmente teriam sido a causa do óbito, pois na vítima se podia ver ferimentos semelhantes à perfurações originadas por projéteis de arma de fogo.

Informações repassadas às autoridades deram conta de que o jovem mantinha um romance criminoso com uma mulher casada e sua morte teria sido motivado por ciúmes, e possivelmente perpetrado pelo marido traído. Quando periciado, no carro foram encontrados os calçados de uma jovem mulher, telefone celular e a chave de um apartamento de um dos motéis da cidade. 

O corpo do jovem, além dos tiros também apresentava perfurações produzidas por objeto cortante, possivelmente faca; e, foi removido no turno da tarde para a Unidade de Medicina legal na cidade de Patos/PB, para a autopsia; devendo ser entregue à família nesta terça-feira quando será sepultado.

São muitos os casos de traição conjugal que estão acontecendo na Paraíba e todo o Nordeste, terminando em morte da mulher chifreira, do homem com quem ela se relaciona sexualmente ao até mesmo dos dois. Isso passou a acontecer com mais frequência depois que o Governo Federal tirou a pena de prisão para o crime de adultério, fazendo assim com que o hábito se alastrasse por toda a sociedade, especialmente entre o público feminino. Em 2011 uma das edições do programa Globo Repórter, da Rede Globo, usou o tema traição conjugal e conseguiu detectar através de pesquisas que atualmente as mulheres traem mais que os homens e que devido a falta da punição qualificada que havia antes do Governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), essa mazela social e moral está se alastrando pelo País, mas também causando muitas mortes. Tem aumentado em todo o Brasil a chamada “violência contra a mulher”, mas na maioria dos casos ela é provocada por “traição da esposa ao namorado, noivo ou marido”.

(*) esertao.com, site paraibano parceiro da tribunadebarras.com