O setor energético cearense deve contar com a geração de 800 novos postos de trabalho nos próximos meses. As fabricantes de aerogeradores Vestas e Aeris Energy, em parceria, irão passar a produzir as próprias turbinas, além das pás e postes já fabricados hoje, de acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Maia Júnior.

Segundo o titular, as empresas já planejavam a ampliação e pretediam contratar 400 novos funcionários. “Mas eles venderam uma cartela muito acima da expectativa inicial e, para atender a essa demanda, subiram o número de contratações para 800”, destaca. Atualmente, as duas empresas já mantém 1.200 pessoas no seu quadro de funcionários.

Maia Júnior revela que a ampliação das fábricas devem iniciar nos próximos 70 dias e as turbinas começarão a ser entregues já em dezembro deste ano.

O secretário ainda pontua a importância do produto que passará a ser fabricado em território cearense. “A cartela que já foi vendida possui capacidade para gera 1,5 gigawatt (GW). Isso corresponde a 10% de toda a capacidade de geração de energia eólica instalada no Brasil”, detalha.

O aumento das produções também devem beneficiar as exportaçõesdo Estado. O titular da Sedet ressalta que os aerogeradores são o segundo item mais representativo entre os resultados da balança comercial do Ceará.