Paisagens dos rios Marathaon e Longá, em Barras.

O governador Wilson Martins (PSB), conseguiu incluir no PAC Áreas de Risco/Contenção de Cheias mais três obras importantes para o Piauí. São elas: a barragem de Castelo do Piauí e os barramentos dos rios Marataoan, em Barras; e Longá, em Esperantina.
As três obras juntas somam um montante de quase R$ 400 milhões e serão autorizadas na próxima sexta-feira (9) na reunião dos governadores nordestinos com a presidente Dilma Rousseff na sede da SUDENE, em Salvador/BA. Os barramentos dos rios Longá e Marathaoan terão custo de R$ 90 milhões cada, incluindo a construção de pontes e canais.
A barragem de Castelo do Piauí terá um investimento de R$ 200 milhões e terá como função a irrigação de três mil hectares e a produção de 40 megawatts de energia.
“Estou muito feliz por termos conseguido aprovar essas obras, especialmente a barragem de Castelo do Piauí que vai solucionar permanentemente a problemática de cheias do rio Poti”, declarou o governador Wilson Martins.