Muitas pessoas fazem uso do computador atualmente, as quais passam boa parte de seu tempo conectada à rede. Mas devemos lembrar que o uso excessivo do computador pode acabar acarretando vários malefícios à nossa saúde, podendo incluir entre eles o mais preocupante, a insônia. 

A insônia acaba fazendo com que as pessoas não tenham um bom rendimento durante o dia e acaba causando até mesmo irritabilidade, estresse e outros problemas, os quais ao longo do tempo podem interferir de maneira significativa em nossa qualidade de vida. 
Uma pesquisa feita recentemente por estudantes da Unicamp comprovou que ficar na frente do computador à noite é pior para a saúde do sono do que beber, fumar ou sair para a balada. 
De acordo com a pesquisa, a luminosidade do computador, assim como o da televisão e das lâmpadas, estimula os neurônios e desregula a liberação do hormônio do sono, a melatonina. Impedindo assim que a pessoa chegue ao sono profundo e reparador. 
A luz é o grande vilão do sono, uma vez que exposto à luminosidade, o organismo não metaboliza o hormônio na forma adequada para que se possa ter um sono reparador. Lembrando que a proximidade com a tela e o conteúdo também influenciam bastante na qualidade do sono. 
Para quem quer dormir bem, o ideal é sair do computador às oito da noite. Porque aí dá tempo de metabolizar o hormônio do sono. 
No decorrer do tempo, tal hábito pode levar a distúrbios psíquicos. A curto prazo, a memória e a concentração ficam prejudicadas e é um espaço aberto para problemas gastrointestinais e outras doenças.