O sempre antenado Francisco Sobrinho, do Barras Virtual, fez um texto interessante sobre o lado folclórico da política de Barras no momento, dando destaque para os apelidos dos candidatos a prefeito. Até ontem (21 de Setembro de 2012) só se sabia que o candidato Edílson Sérvulo atendia também pela alcunha de “Capote”. 
Como a “Raposa” come aves, os simpatizantes da candidatura de Carlos Monte resolveram identificá-lo com o mamífero. Daí alguns se vestem de Raposa e saem às ruas na alusão de cassarem “Capote”!

Leia abaixo o texto do Francisco Sobrinho:

Em Barras são dois os candidatos a prefeito para eleição municipal de 2012: um é conhecido como Edílson “Capote” apelido que trouxe de sua infância e que segundo sua mãe o colocaram devida sua rapidez nos campos de futebol.
O outro candidato é Carlos Monte, que até o momento não tinha atrelado seu nome a nenhuma figura folclórica ou apelido. Mas diante do sucesso de marketing atingido com o nome Capote dentro da campanha, a turma de Carlos Monte foi à busca de fato que correlacionasse o nome Carlo Monte a uma atração e criaram para ele o apelido de “Raposa” que é conhecida com o animal que “come as aves”.
Agora já existe nas ruas o CAPOTE 55 e a RAPOSA 14 e você vai com o “Capote” ou com a “Raposa”? Em Barras a coisa é muito democrática.
Há mas a turma do Capote já se armou com unhas e dentes e logo providenciou o caçador de Raposas, que anda pelas ruas com flechas e dentes de raposa…  e o homem é corajoso, ontem avistamos o caçador na porta da toca dos 14 esperando sua chegada…