Ausente de Teresina desde que a CICO entrou nas investigações em torno da morte da estudante filha de Barras/PI, Fernanda Lages Veras, uma amiga que tinha com Fernanda a mesma intimidade que Nayrinha – filha de Valença do Piauí -, reapareceu em duas conhecidas churrascarias da zona leste no último final de semana e comentou que pelo menos uma pessoa com quem a estudante de direito da Faculdade Santo Agostinho saiu uma vez, tinha, depois de beber, “Instinto perverso”.
A garota foi vista por uma fonte acreditada deste repórter. Ela confidenciou que durante alguns dias esteve em Fortaleza/CE sem contudo explicar o motivo. Em alguns momentos demonstrou temer ser chamada para prestar depoimentos na PF.

Encontros

A moça revelou ainda para ter saído muitas vezes com Fernanda Lages Veras para sitios na periferia de Teresina e não escondeu que nessas ocasiões haviam pessoas que consumiam muita bebida alcóolica e outras que além da bebida fumavam maconha.
As pessoas presentes a esses encontros eram predominantemente de alto poder econômico e com atuação em campos profissionais com poder de decisão.
A moça admitiu ter articulado alguns encontros para os quais Fernanda foi chamada e disse que entre as amigas dela, Nayrinha não era a única que contactava as garotas para as festas com orgia em sitios a pedidos de amigos bem situados economicamente. Falou de uma outra, que costuma se apresentar como corretora de imóveis.
A corretora teria organizado uma festa num sitio na estrada que liga Teresina a cidade de Nazária a pedido de um amigo empresário. Disse também que alguns homens que conheciam Fernanda, ficavam “fissurados” na garota.

Homicídio

Em Fortaleza disse ter tomado conhecimento de que havia em Teresina quem acreditasse que Fernanda tinha se matado mas nunca acreditou nessa posasibilidade porque a amiga vivia intensamente e nunca dera qualquer demonstração de que podia dar cabo da própria vida.
A moça disse acreditar que Fernanda foi assassinada e não descartou a possibilidade de o crime ter sido praticado a mando de algum homem apaixonado ou de alguma mulher traída. 


(*) Escrito por Feitosa Costa em 23/11/2011,  GP1