Edílson Sérvolo fazendo seu juramento como prefeito tendo do seu lado direito o primo presidente da Câmara Municipal e do lado esquerdo, coincidentemente, o “olhar desconfiado” do Padre Antônio Pereira – da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição.
Barras (PI) – O prefeito de Barras, Edílson Sérvolo (PSD), inicia sua gestão com apenas quatro secretários. De acordo com ele, a escolha dos novos gestores foi baseada em critérios técnicos.

Mas outro detalhe chama a atenção: os técnicos que formam a equipe foram encontrados dentro do seu seio familiar.

Em matéria divulgada nesta Quarta-feira(2) no portal Meio Norte, Edílson Sérvolo disse que como a situação financeira da prefeitura não é boa, é necessário tempo para que os demais secretários sejam nomeados. “Precisamos primeiro equilibrar as contas do Município para depois indicar os nomes dos demais membros da nossa equipe”, disse o prefeito.

Edílson declarou que as quatro pastas com os secretários já escolhidos são consideradas as fundamentais para o Município de Barras. A entrevista foi concedida ao jornalista Efrem Ribeiro.

O odontólogo Antônio Carlos, que é primo do prefeito, foi o escolhido para a Secretaria de Saúde. A Secretaria de Educação será administrada pelo professor aposentado do Instituto Federal de Educação do Piauí – IFPI, Luiz Pereira do Nascimento, casado com prima de Edilson Sérvolo. A Secretaria de Finanças terá à frente o seu cunhado professor Renato. Já Secretaria de Assistência Social será gerida por sua atual esposa, Edneida.

“Todos os escolhidos são conhecidos e respeitados pelos barrenses. Tenho certeza de que eles contribuirão para o desenvolvimento da cidade”, finalizou o prefeito.

Além dos secretários, Edilson Sérvolo conseguiu eleger o primo Islândio Sales como presidente da Câmara de Vereadores. Até agora, são cinco os parentes do prefeito contemplados com cargos da prefeitura.

(*) Longah.com