Francisco Marques: Irregularidades apontadas pelo Ministério Público são da gestão de Manim Rego

 Francisco Marques: Irregularidades apontadas pelo Ministério Público são da gestão de Manim Rego

Barras (PI) – O ex-prefeito Francisco Marques (PMDB) se pronunciou sobre matéria divulgada na imprensa local dando conta de que a Polícia Federal pediu a quebra do sigilo bancário da conta do Fundeb do Município de Barras, exercício financeiro de 2010. Ele disse que as irregularidades apontadas pelo Ministério Público Federal se referem às obras na área da Educação iniciadas em 2009, quando o município ainda estava sob o condenado de Manim Rego (PSB), cassado pela Justiça Eleitoral em dezembro de 2009.
“Eu assumi a prefeitura em 2010. Não posso responder pelo que o outro fez. O grupo de Manim Rego está dando um tiro no próprio pé”, disse o ex-prefeito.
Chico Marques afirmou que o fato das irregularidades com recursos do Fundeb terem sido atribuídas a ele foi porque as obras que ficaram parcialmente concluídas “no papel” na gestão anterior foram concluídas em sua gestão. “Concluí as obras por conta da necessidade do alunado da rede municipal”, explica.
As contratações irregulares, segundo o ex-prefeito, também não foram feitas na sua gestão e ele ainda que estranha a denúncia de troca de pareceres, uma vez que o conselho do Fundeb elaborou um primeiro documento acusando o prefeito cassado e depois outro inocentando-o. “Temos provas que foi elaborados dois pareceres”, disse.
“Não entendo porque pedem a quebra do meu sigilo bancário, um a vez que nossas prestações de contas não ficaram pendentes e foram entregues no prazo exigido pelo Tribunal e Câmara Municipal, dando total transparência às ações da minha gestão”, finalizou Francisco Marques.
(*) Longha.com

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *