Fluminense vence o Krac, Parnahyba e Picos empatam na rodada do Piauiense Sub-18

 Fluminense vence o Krac, Parnahyba e Picos empatam na rodada do Piauiense Sub-18

Picos, o bom time que empatou com o Parnahyba

TERESINA (PI) – Com vitória do Fluminense sobre o Krac (3 a 2) e o empate (1 a 1) entre Picos e
Parnahyba, teve início na tarde deste domingo (16), no Estádio Municipal
Lindolfo Monteiro, em Teresina, a fase de quartas-de-final do V Campeonato
Piauiense de Futebol Sub-18, promovido pela Federação de Futebol do Piauí.
Resultados favoráveis ao Fluminense, que agora vai jogar pelo empate no tempço
normal, e ao Parnahyba, que manteve a vantagem de jogar por um empate na
prorrogação, caso ela seja necessária após a segunda partida.

Na
preliminar de hoje, foi o Krac quem começou melhor, criando mais oportunidades e
dando a impressão de que poderia até reverter a vantagem do adversário para o
jogo de volta. Mas foi o Fluminense que primeiro encontrou o caminho do gol.
Eram decorridos 23 minutos quando Rômulo fez 1 a 0. O Krac sentiu o impacto do
gol sofrido e terminou levando o segundo, dez mnutos mais tarde, assinalado por
Zé Roberto. Pra completar o drama auri-anil, Kássio  foi expulso aos 37
minutos.

O jogo ia ficando mais difícil para o Krac, cuja reação, com
dois gols de desvantagem e um homem a menos, era tarefa que poucos acreditavam.
Mas ela veio. E começou aos 40 minutos, quando o goleiro João Pedro fez pênalti
e por ser o último homem ainda foi expulso, deixando tudo igual: 10 contra 10.
Na cobrança, porém, mais um duro golpe ao time do técnico Biro Biro – Yan chuta
por cima da trave. Em seguida, enfim, a bola chega às redes do Fluminense, gol
do Krac, mas o árbitro Antôno Lopes atende a marcação de impedimento (que de
fato existiu) apontada pela assistente Izaura Sousa.

Quase gol do Fluminense, mas Helton, mesmo
passando pelo goleiro Lesley, vai chutar para fora (Foto: Severino
Filho).

Na fase complementar, a reação do Krac (antes
apenas um ensaio), agora tornava-se fato consumado. E foi dos pés de Romano, o
grande destaque do time, que ela se concretizou. Dois chutes, dois gols, aos 22
e 32 minutos, decretavam o empate no placar. Mas a tarde não era mesmo para o
Krac, e Jefferson acabou dando a vitória ao Fluminense, marcando o terceiro gol
tricolor aos 36 minutos. Nem a expulsão de mais um atleta do Fluminense – Felipe
– mudaria a história do jogo, vencido pelo Fluminense por 3 a 2.

O Krac
jogou com Lesley; Ribeiro, Yan, Eduardo e Kássio; Leo, Markim, Pedro Igor
(Richard) e Alan (Guilherme); Romano e Edmilson (Luan). Técnico: Biro Biro. O
Fluminense, do técnico Alberino de Paula, com João Pedro; Paulo Victor, Paulo
Júnior, Maílson e Clemilton; Jefferson, Jardielson (Fernando), Zé Roberto e
Rômulo; Helton (Felipe) e Naylan (Alan, o goleiro resrva).

Na principal,
o desconhecido time do Parnahyba finalmente jogou para o público da capital. E
mostrou um bom futebol, chegando a abrir a contagem aos 40 minutos do 1° tempo,
através de Matheus Garcia, cobrando falta. Na fase final, porém, Lourran empatou
(aos 14 minutos) para a SEP, placar que se manteve até o apito final do árbitro
Thyago Costa Leitão.

A equipe do litoral esteve jogando com o futebol de
Ítalo; Roberto, Pedro Renan, Mike e Pitágoras (Ben-Hur); Danilo, Matheus Garcia
(Sandro), Sorin e Juninho Pikachu; Geovani e Alisson Ramon (Popó). Técnico:
Jucélio Lira. O time de Picos com Erick; Willys (Marcelo), Bruniel, Kassiano e
Diego; Leonardo, Manoel (Louran), Michael (Jackson) e Cérzio Júnior; Luiz
Henrique e Gillian. Técnico: João Batista.

Quase gol do Krac, mas Yan, na cobrança do
pênalti, ao invés de tirar o goleiro da foto, tirou a bola, que passou por cima
do goleiro Alan e da trave do Fluminense (Foto: Severino Filho).
(*) Texto e fotos: Severino Filho (Coluna do Buim), acessepiaui – parceiro da tribunadebarras.com

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *