Filhos de idosos são maus no Piauí: 52% agridem os pais

 Filhos de idosos são maus no Piauí: 52% agridem os pais
Uma pesquisa realizada pelo Ministério Público Estadual constatou que 52% das agressões ao idoso no Piauí são provocados pelos próprios filhos. O levantamento foi feito pela Promotoria de Defesa da Pessoa com Deficiência e do Idoso. Os dados divulgados pela promotora Marlúcia Evaristo foram catalogados entre os anos de 2009 e 2011 pela promotoria.

Foto: luiscorreia.blog.br

Nas conclusões da pesquisa, constatou-se que o maior índice de violência é realizado por pessoas próximas aos idosos e que as maiores vítimas são os do sexo feminino acima de 80 anos de idade. Mais da metade são os próprios filhos, seguido pelos netos (com 21% dos registros), 11% são irmãos e 16% são outros.

“Mas esses outros também são pessoas próximas, nora ou genro, que os idosos têm uma relação e por isso têm medo de denunciar. As principais agressões são físicas, abandono, negligência, maus tratos, exploração financeira e até violência sexual. A grande maioria permanece em silêncio”, destacou a promotora sobre os dados.

A pesquisa também registrou que 53% das denúncias são de maus tratos, negligência e abandono; 31% é de apropriação indevida de benefícios; 11% de empréstimos em folha de pagamento e 5% de perturbação do sossego.

Essas denúncias foram feitas em sua maioria por parentes ou conhecidos dos idosos, em 47% dos casos, 31% foram pelos próprios idosos e 22% denúncia anônima. A idade dos idosos variava em: 32% de 60 a 70 anos; 26% de 71 a 80 anos e 42% acima de 80 anos.

Na conclusão dos dados, a promotora avalia que há necessidade de uma integração entre os diversos setores de proteção à pessoa idosa em relação a juntar as políticas públicas de proteção a essas pessoas.

(*) Caroline Oliveira, Cidade Verde, portal parceiro do Tribuna de Barras

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *