Contagiante na sua forma de ser em virtude da alegria incomum, aliada a determinação sempre constante em tudo que faz, Renan, 13 anos, zagueiro do time Sub 13 do Clube de Regatas do Flamengo, do Rio de Janeiro, é hoje uma das maiores revelações da base do futebol carioca.
Sempre elogiado pela comissão técnica,  colegas de equipe e torcedores, Renan traz na classe com a bola no pé, aliada a firmeza que todo zagueiro deve ter, a constelação de predicados que o define e faz com que angarie a admiração de muitos. Forte na marcação, boa tomada de bola, excelente impulsão que o faz diferenciado nas bolas altas, classe ao sair jogando… é pouco? Mais… só vendo o zagueiro do Mengão jogando!
Renan começou na prática do futebol aos 4 anos de idade, relembra a zelosa mãe Verônica em entrevista a reportagem do Tribuna do Nordeste. E conclui: “Ele começou jogando no futsal na Escolinha do Madureira. Nessa escolinha só poderia entrar atletas com idade a partir de 5 anos, mas fizeram um teste com ele, viram que tinha um chute muito forte para a idade dele e era também  de boa estatura, aí resolveram deixar ele no Madureira. Foi um momento de muita felicidade para a gente, pois sentíamos desde já que ele tinha talento”, finalizou.
No Madureira, dos 4 para os 5 anos de idade, Renan logo começou a destacar-se, tanto que os treinadores logo levaram o atleta para disputar competições em outras cidades juntamente com o grupo de jogadores mais velhos. No futsal, Renan disputou vários títulos, são 27 medalhas de campeão!

O destaque do Madureira logo chamou atenção do Vasco-RJ. Já com 10 anos, vestindo a camisa cruzmaltina, Renan atuou por 2 anos e disputou várias competições, sendo o melhor zagueiro no Campeonato Festbolin Sub-10 e na Copa Dente de Leite Sub-11.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, atividades ao ar livre e texto

Aos 12 anos Renan muda de clube, passa a vestir a camisa do Flamengo-RJ
– Minha estreia no Flamengo foi um momento de rara emoção -, relembra com os olhos marejados ao ser entrevistado pela reportagem do Tribuna do Nordeste. “Estava começando a jogar no meu time do coração, na Gávea e no Campeonato Metropolitano. E me sai tão bem nos treinamentos e amistosos antes do Metropolitano, que a comissão técnica me presenteou com a faixa de capitão. Quer emoção maior? É indescritível! Isso me deu uma força interior enorme, fez de mim um leão dentro de campo. Completei 13 anos em Fevereiro deste ano, estou com pouco mais de um ano no Flamengo, me sinto muito feliz”, completou o jovem craque.
Perguntado pela reportagem do Tribuna do Nordeste quais são seus planos para o futuro, Renan foi taxativo e disse: Sonho em vestir a camisa do time profissional do Flamengo, jogar no Maracanã lotado com a galera gritando Mengooooo… Mengoooo… Mengoooo… e eu lá ajudando meu time a vencer e conquistar títulos. Por enquanto eu sonho acordado, peço a Deus que logo me dê o prazer de ver tudo isso se tornar realidade. Deus é bom e tenho certeza que irá realizar meu sonho, que é também o sonho do meu pai e de minha mãe”, disse o inteligente atleta.
Como o Renan, o portal de notícias Tribuna do Nordeste e a TV Nils,  também continuam acalentando esse sonho e torcendo para que logo se torne realidade. Acalentar sonhos juvenis no futebol, dar forças para que eles se tornem realidade, tem sido uma das metas do Tribuna do Nordeste da TV Nils.
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas praticando esportes e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: 1 pessoa, praticando um esporte e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo Renan Ribeiro de Oliveira, pessoas sorrindo, pessoas em pé e estádio