Depois de uma avaliação técnica realizada dia 27 de Maio deste ano  em Teresina-PI,  a coordenação de captação de atletas do São Paulo Futebol Clube, uma das maiores agremiações de futebol do mundo, resolveu realizar em Teresina no mês de Novembro deste ano a Copa São Paulo Futebol Clube, categoria Sub-13. O evento terá a assessoria de imprensa de Reinaldo Barros Torres, editor do Tribuna do Nordeste e será realizado na capital piauiense pela empresa Janaína Eventos Esportivos e a Sociedade Esportiva Garra. Durante quatro dias cerca de 40 escolinhas de futebol do Piauí e outros estados terão seus atletas avaliados por Marcelo Domingos e Pita, este último ex-jogador profissional do São Paulo e atualmente atuando na área de captação de atletas para o Tricolor Paulista.

Falando a reportagem do Tribuna do Nordeste, Janaína Costa, titular da empresa Janaína Eventos Esportivos, disse: “Foi o próprio São Paulo Futebol Clube o mentor da realização dessa competição em Teresina. Iremos realizar um torneio envolvendo várias escolinhas que se chamará Copa São Paulo Futebol Clube, como deseja o próprio clube paulista. A categoria Sub-13 também atende a pedido do próprio São Paulo Futebol Clube, não foi exigência nossa. Mais uma vez esperamos realizar um grande evento esportivo no Piauí. O Estádio Albertão será o palco desse torneio e contaremos com toda uma equipe de apoio com as qualidades técnicas que o evento requer”, finalizou Janaína Costa.

Já o treinador Marcelo Amorim, da Sociedade Esportiva Garra, parceira na realização da Copa São Paulo Futebol Clube em Teresina, disse: “Ainda não temos definidos os dias que acontecerão a competição, mas será no mês de Novembro deste ano. Nosso trabalho na Sociedade Esportiva Garra tem dado visibilidade nacional para os atletas da base do futebol piauiense. Temos uma assessoria de imprensa muito boa, um marketing que funciona de forma plausível, coordenação e equipe de apoio que tem chamado atenção de quem aqui vem, devido a eficiência e profissionalismo. Os grandes clubes brasileiros sempre nos procuram e não nos fugimos de darmos oportunidades a todos, afinal nosso trabalho no Garra não se restringe apenas ao futebol, temos atuações fortes na área do social. Atualmente a Sociedade Esportiva Garra é administrada por um grupo de pais e mães sob a minha coordenação e esse trabalho familiar tem tornado a coisa mais organizada”, frisou Marcelo Amorim.