As atenções de Vanderlei Luxemburgo estão mesmo voltadas para a Região Nordeste do Brasil. Além do recente trabalho no Sport-PE, os investimentos feitos pelo técnico em Alagoas também ajudaram a despertar o olhar do conhecido e conceituado treinador de futebol para os clubes da região.

Mas não são apenas as questões econômicas que prendem a atenção do treinador, de 66 anos. Luxemburgo disse em entrevista ao Globo Esporte, na Barra de São Miguel-AL, que enxerga também muita qualidade nos jogadores nordestinos. Roberto Firmino, por exemplo, é um nome de peso revelado em Alagoas e se destaca hoje no Liverpool, da Inglaterra.

Porém, na opinião de Vanderlei, se sobra talento nos atletas, falta capacidade de gestão dos clubes para lapidar os garotos.

– Quantos jogadores saem do Norte e Nordeste para o Sul e Sudeste? A categoria de base no Nordeste não é esquecida, é muito mal trabalhada. Por que é que tem uma peneira do Flamengo-RJ na cidade de Arapiraca-AL? Agora, por que o Sport-PE não promove uma peneira em Arapiraca-AL? Aqui tem jogadores jovens nos interiores com condições de disputar os campeonatos estaduais. Será que não tem aqui um bom jogador nesses times que disputam a Primeira Divisão? Falta aqui no Nordeste esse poder (por parte dos clubes) de captação de jogadores.

Para Vanderlei Luxemburgo, uma vez que as equipes nordestinas desperdiçam a oportunidade de revelar, utilizar e, posteriormente, negociar os bons jogadores, surge outra figura que antecipa todo esse processo do futebol.

– É aí que aparece a figura do empresário que vem aqui e pega o jogador que o clube não pega e lança no mercado. Os jogadores do Norte e Nordeste não estão nem indo mais para o Sul e Sudeste. Os empresários pegam os meninos com 12, 13, 14 anos a já levam para o futebol europeu. Todo dia sai meninos do futebol nordestino para grandes clubes; no Piauí sai “carradas” todo mês!

Luxemburgo capta jogadores do ASA

Com ligação forte junto ao empresário Rogério Siqueira, ex-diretor de futebol do ASA-AL, Vanderlei Luxemburgo levou de Alagoas dois jogadores para clubes de força nacional. O primeiro foi o lateral-esquerdo Thallyson, que trocou o ASA pelo Flamengo-RJ no em 2014; em seguida, no ano seguinte, foi a vez de Caíque Valdívia sair do ASA para o Cruzeiro-MG.

Luxemburgo e Thallyson treino Flamengo (Foto: Divulgação / Flamengo)

(*) Globo Esporte/AL