Envolvimento no mundo do crime gera violência desenfreada contra mulheres no Ceará

 Envolvimento no mundo do crime gera violência desenfreada contra mulheres no Ceará

Subiu para 289 o número de mulheres assassinadas no Ceará neste ano. No último final de semana, pelo menos, mais três crimes do gênero foram registrados pelas autoridades policiais em todo o estado, sendo um caso em Fortaleza e outros dois no interior do Estado. Cada vez mais mulheres ingressam no mundo do crime. As estatísticas fazem registro como “feminicídio”, mas na verdade são mulheres envolvidas com drogas, com relacionamentos amorosos com bandidos, além de estarem em lugares que não são propícios para pessoas do sexo feminino.

Em Fortaleza, uma jovem identificada apenas por Flávia, foi assassinada a tiros na noite do último Domingo, 5 de Agosto de 2018. O crime ocorreu na Rua Lozano, no Bairro Vicente Pinzón, na zona leste de Fortaleza. A garota acabou sendo executada por volta de 20 horas quando caminhava em direção à sua residência. Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP estiveram no local, mas não obtiveram pistas para esclarecer o assassinato.

A mãe de Flávia estava em casa quando ouviu estampidos e logo, em seguida, recebeu a informação de que a filha tinha acabado de ser baleada. No local do crime, as pessoas preferiram manter o silêncio sobre o que teria motivado o crime, bem como a identidade dos suspeitos. Flávia recebeu tiros na cabeça, comprovado que se tratou de uma execução sumária.

Outros casos

Mais duas mulheres foram mortas no começo deste mês de Agosto no Ceará. Um dos crimes ocorreu no Município de Acarape (a 54 Km de Fortaleza). O nome da vítima não foi revelado, assim como as circunstâncias do crime. Há suspeitas de que a vítima tenha sido morta a pauladas.

Outra mulher foi morta, na noite de Sábado, 4 de Agosto, na cidade de Trairi (a 130Km de Fortaleza). Era por volta de 20h45min, quando a adolescente identificada apenas por Talita, foi morta a tiros por desconhecidos. O crime ainda está envolvo em mistério, mas todas as mulheres mortas possuem comportamento inadequado para pessoas do sexo feminino, além de frequentarem ambientes ruins.

(*) Jornalista Fernando Ribeiro

Reinaldo Barros Torres

Editor do Tribuna do Nordeste

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.