Um clássico muito brigado e de pouquíssimas jogadas bonitas na Arena Batistão, em Aracaju-SE. O confronto válido pela última rodada não foi, definitivamente, de encher os olhos. O Itabaiana, já classificado, fez um jogo mais burocrático, tentando se defender e explorar os contragolpes. Por sua vez, os azulinos, que necessitavam ao menos de um empate, correram atrás do resultado, porém erraram em excesso. O atacante Léo Ceará fez o gol que confirmou a vitória e selou de vez a vaga proletária no hexagonal.

PRIMEIRO TEMPO

Difícil dizer qual dos dois tempos foi mais sonolento. Mas começemos, pela ordem, falando do primeiro. Muitas faltas, cartões e raros momentos em que o torcedor conseguiu se empolgar com algum lance. A primeira etapa terminou sem muitas emoções.

SEGUNDO TEMPO

Na volta do intervalo o Confiança foi para campo mais focado em construir o placar, e até conseguiu produzir mais. Porém, Iago e Raí abusaram das chances perdidas. Quando a partida se encaminhava para o final, o empate servia para o Dragão, mas veio a chance de mexer no placar. Mika enfiou a mão na bola e o árbitro confirmou a penalidade. Léo Ceará, que substituiu o artilheiro Frontini, suspenso pelo terceiro amarelo, foi para a cobrança e parou na defesa de Andrade. Mas o goleiro do Tremendão deu o rebote e o próprio Léo Ceará cabeceou para fazer o gol da vitória e da vaga no hexagonal.

COMO FICA!

Com o placar, o Itabaiana continuou em segundo lugar com 16 pontos. O Confiança, que passou a maior parte da primeira fase fora do G-6, ainda conseguiu avançar em terceiro, com 15 pontos. O Dragão vem de três vitórias consecutivas.

(*) Com informações e foto do Globoesporte/SE