Estádio Municipal Luzia Bezerra Sales, local onde acontecerão os jogos da III Copa Água Branca Nordeste de Futebol de Base
A Secretaria de Esporte e da Juventude do Município de Água Branca-PI, divulgou na manhã desta Terça-feira, 11 de Julho, o Regulamento da III Copa Água Branca Nordeste de Futebol de Base. A competição que é a maior e mais organizada disputada no Estado do Piauí, terá início na próxima Segunda-feira, 17 de Julho, e término no Domingo, dia 23 de Julho, reunindo clubes nordestinos nas categorias Sub 15 e Sub 17.
Marconi Dantas, da comissão organizadora, disse a reportagem do Tribuna de Barras que: “Já estamos na terceira edição da Copa  Água Branca. Este ano, com mais experiência da equipe organizadora, pretendemos fazer uma competição que mais uma vez agrade a todos os clubes participantes. Lourival Junior, Secretário Municipal de Esporte e da Juventude, está se empenhando ao máximo juntamente com o prefeito Jonas Moura, para que todos os clubes visitantes possam encontrar em Água Branca não somente uma boa competição, mas uma cidade que os agrade. Josenildo Viana foi muito criterioso na elaboração do plano de aproximação dos clubes; todos os times que disputarão as competições Sub 15 e Sub 17, tem trabalho destacado nas suas sedes, contribuindo bastante não somente para a prática do futebol, mas também para o resgate de adolescentes que vivem em situações de vulnerabilidade social. Podemos sim, através do esporte, contribuirmos para uma sociedade mais organizada, justa e próspera e em Água Branca estamos fazendo nossa parte”, finalizou o desportista.
Treze clubes disputarão este ano a Copa Água Branca: Santa Cruz F. C. (de Recife-PE), Ceará S. C. (Fortaleza-CE), Sabiá (Caxias-MA), Fluminense E. C. (Teresina-PI), Talentos da Capivara (São Raimundo Nonato-PI), Cruzeiro (São Luis-MA), Planalto A. C. (São Luis-MA), A. D. Barão do Grajaú (Barão do Grajaú-MA), Oeirense (Oeiras-PI), Água Branca F. C. (Água Branca-PI), Fênix F. C. (Água Branca-PI), E. Futuro (Água Branca-PI), Asa E. C. (Teresina-PI)
Abaixo o Regulamento da III Copa Água Branca Nordeste de Futebol de Base

CAPÍTULO I
DA ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO
Art. 1º – A III Copa Água Branca Nordeste de Futebol
de Base, ano de 2017, será realizada de 17/07/2017 a 23/07/2017, com sede em Água
Branca-PI, com o apoio da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude.
Art. 2º – Na organização Lourival Júnior,
Marconi Dantas, Josenildo Viana. A eles compete:
I.                   
O gerenciamento
dos recursos financeiros pelas equipes: com a taxa de inscrição;
II.                 
Os recursos
humanos para a organização;
III.               
A premiação da
competição;
IV.               
A elaboração do
regulamento da competição;
V.                 
O pagamento da
equipe de arbitragem;
VI.               
Qualquer outra
atividade que se faça necessária para o bom andamento da competição;
CAPÍTULO II
DA DISPUTA E DA CLASSIFICAÇÃO
Art. 3º – A III Copa
Água Branca Nordeste Futebol de Base 2017, Categorias Sub 15 e Sub 17 contarão com
a participação de 13 (treze) equipes Sub 17 distribuídas em 03 (três) grupos
distintos; e 8(oito) equipes Sub 15 divididas em dois
grupos.
§ 1. A distribuição
das equipes será feita 5 (cinco) dias antes da abertura do campeonato e será
entregue os regulamentos as equipes via e-mail ou whatsap ou 1(um) dia antes da
competição em mãos;
§ 2. Cada equipe
fará na primeira fase da competição o numero de partidas necessárias da primeira
fase, sendo que na segunda fase será eliminatória.
§ 3. O campeonato
está divido em 03 (três) fases:
I.                   
Fase I: classificando
os 02 (dois) primeiros colocados de cada grupo;
Primeiro
colocado do grupo “A” enfrenta o segundo colocado do grupo “B”
Primeiro colocado do
grupo “B” enfrenta o segundo colocado do grupo “A”
II.                 
Fase II: semifinal
do campeonato que será realizada apenas um jogo de cada semifinalista. Terceira
e ultima fase será realizado um jogo na grande final.
III.               
Critérios
Desempates dos jogos eliminatórios terão como base 1º vitórias, 2º saldo de
gols, 3º confronto direto, 4º Cartões amarelos.
Art. 4º – A
classificação da primeira para a segunda fase se dará na seguinte ordem
respectivamente:
I.                   
Maior número de
pontos;
II.                 
Maior saldo de
gols;
III.               
Maior número de
gols marcados;
IV.               
Menor número de
cartões recebidos (AMARELO: peso “1”um; VERMELHO: peso “2”dois)
V.                 
Confronto direto;
VI.               
Menor número de
gols sofridos;
VII.             
Por sorteio.
Art. 5º – A
classificação da segunda para terceira fase se fará por vitória de uma das
equipes em jogo único, ou seja, aquele que vencer a partida no tempo normal,
caso haja empate, será decidido em cobrança de penalidades sem a necessidade de
tempo extra.
Art. 6º – A terceira
e última fase (final do campeonato) se
fará em jogo único entre os vencedores da terceira fase, sendo campeão aquele
que vencer a partida no tempo normal ou em cobrança de penalidades sem a
necessidade de tempo extra.
Art. 7º – As
partidas semifinal e final ocorrerão sempre no estádio municipal ou outro
estádio dependendo da quantidades de equipes.
Art. 8º– Cada
partida das categorias sub 17 terá duração de 70 minutos distribuídos em dois tempos
iguais com intervalo de 5min entre os mesmos. E o sub 15 terá duração de 60 min
distribuídos em dois tempos iguais com intervalo de 5min entre os mesmos.
Art.9º – As partidas
da primeira, segunda e terceira fase acontecerão sempre no horário pela manhã
as 07:00 e a tarde as 14:45min ou conforme acordo pré-estabelecido entre os
interessados.
Art. 10º – O tempo
máximo de tolerância para o atraso de qualquer uma das equipes que entrará em
campo será de 15 minutos, caso a equipe não se apresente em campo devidamente
uniformizada para o início da partida a equipe que estiver em campo de jogo no
horário previsto neste regulamento vencerá a partida por WO com o placar de 3 x 0.
Art. 11º – Cada equipe
poderá levar para o banco de reservas em seus respectivos jogos todos os
atletas inscritos na competição, desde que estejam devidamente uniformizados
para a partida.
Art. 12º – Durante a
partida cada equipe está autorizada a realizar até 06 distribuídas em 03(três)
grupos distintos; 9 (nove) substituições de jogadores incluindo a do goleiro.
Art. 13º – Estão autorizados
a ir para o banco de reservas os atletas suplentes e no máximo 03 (três)
representantes da comissão técnica incluindo: treinador, auxiliar técnico,
médico, preparador físico, fisioterapeuta, massagista ou outro dirigente
responsável pela equipe.
PARAGRAFO ÚNICO – As
pessoas na qual se refere o artigo acima deverão assinar a súmula da partida.
Art. 15º – O valor da
taxa de inscrição será cobrado o valor de 800,00(oitocentos reais) atribuído
para as despesas da competição sendo em troféus e medalhas para 1º e 2º
colocados, artilheiros, goleiro menos vasado, jogador revelação, obs: a
premiação em dinheiro será decidido no final da competição para 1° e 2° lugar
das duas categorias.
CAPÍTULO III
DAS EQUIPES
Art.16º – Cada
equipe poderá inscrever no máximo 23 (vinte e três) atletas para a competição.
Todas as equipes poderão escrever qualquer atleta que queira participar por
qualquer outra equipe.
§1º. Todas as
equipes deverão preencher os seguintes dados na ficha de inscrição:
I.                   
Nome completo do
atleta;
II.                 
Numero do RG;
III.               
Data de
nascimento;
§2º. As equipes
deverão entregar as fichas de inscrição dos seus atletas dois dias antes do início
do campeonato via email ou whatsapp.
I.                   
A equipe que não
preencheu todas as 23 (vinte e três) fichas de inscrição de atletas poderá
fazê-la até a data de término da primeira fase (até as 24horas do dia do último
jogo da primeira fase).
II.                 
Nenhum atleta
poderá assinar ficha de inscrição em mais de uma equipe, sob pena de ser
excluído da competição.
III.               
As inscrições de
atletas poderão ser realizadas até o término da primeira fase conforme inciso I
deste parágrafo.
IV.               
Para que o atleta
possa participar da partida será exigida a apresentação do documento de
identidade ou outro com o qual fez sua inscrição.
Art. 17º – As
equipes deverão se apresentar em campo de jogo com vestimentas adequadas para a
prática do futebol e de maneira uniforme de seus atletas incluindo: meão,
calção e camisa, divergindo apenas a do goleiro.
CAPÍTULO IV
DA ORDEM, DA DISCIPLINA E DAS PUNIÇÕES
Art. 18º – O atleta
estará suspenso de uma ou mais partidas se:
I.                   
Acumular dois
cartões amarelos: suspenso da partida seguinte;
II.                 
Receber cartão
vermelho: suspenso da partida seguinte;
III.               
Ofender com
gestos, palavras ou fisicamente (empurrões) qualquer um dos membros da comissão
organizadora da competição, atletas ou demais pessoas envolvidas diretamente na
competição: a pena será aplicada conforme julgamento feito pela equipe
disciplinar;
Pena:
Suspensão de um jogo ou mais dependendo da gravidade;
IV.               
Agressões físicas
com ou sem hematomas a qualquer um dos membros da comissão organizadora da
competição, atletas ou demais pessoas envolvidas diretamente na competição: a
pena será aplicada conforme julgamento feito pela equipe disciplinar;
Pena:
Suspensão de 01(um) jogo ou mais dependendo da gravidade.
V.                 
Penas podem ser
por uma, duas, três, partidas e até exclusão do campeonato se a comissão assim
julgar necessária.
Art. 19º – A comissão
disciplinar será composta por um membro dos representantes dos clubes da
competição junto com a organização será realizado o julgamento.
§1º. Os clubes serão
informados para tomar conhecimento dos nomes da composição desta comissão, em
documento enviado aos mesmos antes do inicio da competição;
§2º. Os clubes terão
que nomear apenas 01(um) membro (pessoa), para representa-lo junto a comissão
disciplinar nos julgamentos que envolvam o seu clube, o mesmo deverá ser
informado para que a comissão tome conhecimento dos representantes.
Art. 20º – O atleta
ou dirigente que se apresentar para a partida e que estiver visivelmente em
estado de embriaguez prejudicando assim o bom andamento da competição será
suspenso e sua equipe correrá o risco de perder os pontos e até uma possível
eliminação da competição conforme julgamento da comissão disciplinar.
§ 1º. Os pontos
perdidos pela equipe em questão neste artigo irão para outra equipe da partida.
§ 2º. O arbitro ou
qualquer outro membro da equipe de arbitragem que se apresentar para a partida
em visível estado de embriaguez também será excluído da competição e estará
suspenso das próximas competições apoiadas ou organizadas pela MDS.
§ 3º. Servirá como
prova para o visível estado embriaguez as testemunhas presentes no local.
Art. 21º – O atleta
ou dirigente que se encontrar nas dependências do Estádio durante os jogos que
seu time não esteja em campo e agredir verbal, moral ou fisicamente qualquer
membro das comissões (organizadora, disciplinar e arbitragem), e ainda causar
tumulto, se relatado será julgado e estará sujeito a pena de suspensão ou
punição dentro da competição.
Art. 22º – A equipe
que deixar de comparecer a uma de suas partidas, mesmo estando sem a
possibilidade de classificação pagará uma multa estimulada em 100(cem) reais ou
vindo a favorecer outra equipe para classificação caberá recursos da equipe
prejudicada no prazo de mediante a competição tendo testemunhas e provas
legitimas com isso seguirá para julgamento se caso essas duas equipes não tendo
mas chances poderão enviar um documento para a organização e nisso a
organização terá uma resposta imediata. Lembrando
que não poderá prejudicar nenhuma equipe do campeonato.
Art. 23º – O atleta
ou dirigente que agredir verbal ou fisicamente algum dos membros da equipe de
arbitragem, da equipe organizadora da competição ou da equipe disciplinar
estará automaticamente eliminado da competição e poderá ficar fora de outras
organizadas pela mesma.
CAPÍTULO
V

DAS
ARBITRAGENS
Art.24.  -As escalas das
arbitragens serão feitas semanalmente antes do início de cada
rodada pela
coordenação de arbitragem, sujeitas à aprovação da Coordenação Geral.
Art.25. –
Membro da arbitragem que se encontrar no campo de jogo visivelmente
alcoolizado, sendo verificado por participante da partida antes do inicio da
mesma, deverá este informar a organização para assim tomar providências
cabíveis, o mesmo imediato a suspensão da partida.          
CAPÍTULO VI
DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
Art. 26º – As regras
a serem aplicadas na competição são as estabelecidas pela INTERNATIONAL FOOTBALL ASSOCIATION BOARD e coordenadas e dirigidas
pela FIFA.
Art. 27º – A equipe
disciplinar deverá se reunir para tratar de assuntos relacionados a competição
sempre que necessário.
Art. 28º – A equipe
que desejar entrar com recurso contra alguma irregularidade que lhe seja
prejudicial deverá pagar uma taxa no valor R$ 50,00 para custear as despesas
necessárias no processo.
PARAGRAFO ÚNICO – No
caso de recurso, o mesmo deverá ser solicitado imediato em uma reunião após o
término da partida, com 1(um) dirigente de cada equipe organização MDS.
Art. 29º – Os
horários e datas dos jogos poderão ser remarcados pela equipe organizadora
conforme a necessidade.
Art. 30º-Os jogos da
fase de eliminação (mata-mata), que tiverem sua disputa nos pênaltis e não
chegar ao termino devido falta de iluminação para definição, o arbitro chamará
os Capitães e 01(um) representante de cada equipe, mais 03(três) testemunhas e definirá
em sorteio em local reservado para que seja conhecido o vencedor da partida no
local da mesma ou seja no gabinete da Secretária no Estádio Municipal.
Art. 31º- Todos os representantes terão
que está ciente deste regulamento, vindo-se assinar as suas assinaturas
legíveis e com o número do RG.
___________________________________________________________
Presidente do Clube
___________________________________________________________
MARCONI DANTAS DOS SANTOS

Organizador da Competição