Senador eleito pelo Ceará pela primeira vez, Eduardo Girão (PROS) garante que abrirá mão do auxílio moradia, carro oficial, seguro saúde e auxílio mudança, entre outros benefícios como parlamentar. Cada senador tem direito a um seguro saúde com despesas ilimitadas em qualquer hospital. Já o auxílio-mudança é no valor de R$: 33,7 mil, destinado para cada senador e cada deputado eleito e reeleito. O senador eleito também decidiu que vai abrir mão de metade dos assessores bancados pelo Senado Federal.

No Ceará, o empresário Eduardo Girão (PROS) será o primeiro político eleito a abrir mão de regalias. Já os demais senadores Tasso Jereissati (PSDB) e Cid Gomes (PDT) permanecerão com os variados privilégios. Nas eleições desse ano, Girão participou de sabatina realizada pela Revista Ceará, em parceria com a nova TV Rede Ceará e garantiu cortar privilégios, caso fosse eleito.

Cada senador tem direito a auxílio moradia no valor de (R$ 5,5 mil), um carro oficial com motorista, auxílio saúde (um seguro saúde com despesas ilimitadas em qualquer hospital extensiva ao cônjuge e dependentes até 21 anos) e o “auxílio mudança” (R$ 33,7 mil) no início e no final do mandato.

Girão também decidiu que vai abrir mão de metade dos assessores que lhe cabem. “Vamos trabalhar com metade dos assessores. Vou ficar com um grupo bastante capacitado de técnicos comprometidos. Vou fazer um planejamento estratégico, com metas, para ter um boa produtividade e eficiência”, afirmou o parlamentar.