Nada como um dia após o outro. Apesar de toda a tensão pela qual passarão na última sexta-feira, os jogadores responderam em campo aos vândalos que foram protestar e tentaram agredir Diego no aeroporto. Com uma boa atuação, o Flamengo-RJ goleou o Ceará por 3 a 0 na Arena Castelão lotada, com gols de Vinicius Junior (dois) e do camisa 10, pulou para liderança do Campeonato Brasileiro 2018, com sete pontos, e ganhou momentânea tranquilidade na volta ao Rio. O Rubro-Negro não liderava desde maio de 2011.

O mais perseguido pelos torcedores, Diego — que disse ter sido agredido no aeroporto do Rio, mas recebeu o apoio dos cearenses —, respondeu com seu gol: correu todo o campo e foi comemorar abraçando os torcedores na arquibancada. Ainda se ajoelhou e reverenciou a torcida.

Não se pode ignorar que o Ceará se mostrou uma equipe muito fraca, que praticamente não chegou com perigo no ataque. Ainda assim, o Flamengo tem muitos méritos com uma boa atuação coletiva e destaques individuais.

Apesar de Everton Ribeiro titular no lugar de William Arão e da marcação por pressão no campo de ataque, a mudança mais importante feita por Mauricio Barbieri foi colocar Paquetá recuando para buscar a bola no meio e deixar Diego mais próximo da área. Isso fez com que o Flamengo ganhasse mais velocidade na saída e também permitiu mais passes longos e verticais, algo que vinha acontecendo pouco.

E foi assim que o Flamengo abriu o placar, aos 41. Após uma roubada de bola no meio de campo, Cuéllar lançou Vinicius Junior, que tocou por cima do goleiro. Após o gol, todos os jogadores fizeram questão de se abraçar e mostrar união. Antes, o Rubro-Negro já vinha pressionando e havia desperdiçado algumas chances com Réver, Paquetá (duas vezes parando em Everson) e Dourado.

O Flamengo estava tão à vontade que o segundo gol saiu em bela tabela de Rodinei com Paquetá, com Vinicius Junior só tendo o trabalho de tocar para as redes o passe do lateral, aos 7 do segundo tempo. Para completar, o destino permitiu a Diego, num raro gol de cabeça em escanteio, responder aos vândalos, aos 25. No fim, todos os jogadores fizeram questão de cumprimentar os torcedores rubro-negros, buscando uma trégua. Resta agora chegar ao Rio para saber a resposta.

FICHA TÉCNICA:

CEARÁ 0 x 3 FLAMENGO

CEARÁ – Everson; Valdo, Luiz Otávio e Tiago Alves (Roberto); Arnaldo, Juninho, Richardson, Reina (Wescley) e Romário (Rafael Carioca); Felipe Azevedo e Arthur. Técnico: Marcelo Chamusca.

FLAMENGO – Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar (Jonas), Vinicius Junior, Lucas Paquetá (Jean Lucas), Diego e Éverton Ribeiro; Henrique Dourado (Lincoln). Técnico: Maurício Barbieri (interino).

GOLS – Vinícius Júnior, aos 42 minutos do primeiro tempo; Vinícius Júnior, aos 7, e Diego, aos 25 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS – Luiz Otávio (Ceará); Diego e Henrique Dourado (Flamengo).

ÁRBITRO – Anderson Daronco (Fifa/RS).

RENDA – R$ 1.636.169,00.

PÚBLICO – 51.952 pagantes (52.952 no total).

LOCAL – Arena Castelão, em Fortaleza (CE).